29 de novembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Alagoas

1ª UTI de pressão negativa de AL será inaugurada hoje no Hospital Helvio Auto

Propícia à recuperação de pacientes com doenças infectocontagiosas por vias aéreas, técnica de isolamento assegura ambiente estéril, totalmente fechado e com pressão abaixo da atmosférica normal

Foto: UTI com Pressão Negativa do HEHA vai contar com 10 leitos

Contando com tecnologia de última geração, será inaugurada na quinta-feira (25), às 9h, a primeira Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com pressão negativa de Alagoas, que fica no Hospital Escola Drº Helvio Auto (HEHA), localizado no bairro Trapiche da Barra, em Maceió.

Ao todo, serão entregues 10 novos leitos, que dispõe de uma técnica de isolamento que fornece um ambiente estéril, totalmente fechado e com pressão abaixo da atmosférica normal, propícia à recuperação de pacientes com doenças infectocontagiosas por vias aéreas.

O secretário de Estado da Saúde, Alexandre Ayres, estará presente na entrega da nova UTI, ao lado do governador Renan Filho.

“O Hospital Hélvio Auto é referência para os pacientes que precisam tratar doenças infectocontagiosas. Agora, com essa nova UTI, que conta com uma tecnologia de ponta, vai ajudar todos os alagoanos a receberem um atendimento ágil e de qualidade. Além de melhorar o ambiente de trabalho para os nossos profissionais de saúde que tanto se dedicam para salvar vidas”. Alexandre Ayres.

De acordo com o projeto arquitetônico elaborado pela Assessoria de Serviços de Engenharia e Arquitetura da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), a Pressão Negativa é uma tecnologia de ponta, altamente moderna.

Por meio dela, um sistema de ventilação impede que o ar de dentro do quarto migre para outros compartimentos, evitando a contaminação e, no caso do novo coronavírus, a sua propagação para outras áreas da unidade hospitalar.

O HEHA é uma unidade vinculada à Universidade Estadual de Ciências da Saúde de Alagoas (Uncisal) e é mais uma obra concretizada por meio da parceria com a Sesau. Ao todo, foram investidos R$ 3,6 milhões na obra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.