13 de maio de 2021Informação, independência e credibilidade

Dia: 26 de abril de 2021

Depois de decisão de juiz, Renan Calheiros pergunta: ‘Por que tanto medo”?

Depois de decisão de juiz, Renan Calheiros pergunta: ‘Por que tanto medo”?

Brasil
O senador Renan Calheiros (MDB-AL), em manifestação no Twitter, disse que a decisão do juiz federal, Charles Renald Frazão, da 2ª Vara Federal de Brasília, que o impede de assumir a relatoria da CPI da Covid, é uma interferência indevida na liberdade de atuação do Senado. Segundo ele, a medida foi orquestrada pelo Presidente Jair Bolsonaro, mas  que a justiça em primeira instância nada tem a ver em relação com o Senado. Disse ele que a CPI é uma instância constitucional do Poder Legislativo e não uma atividade jurisdicional. "Não há precedente na história do Brasil para uma medida tão esdrúxula como essa", reagiu o senador dizendo ainda que está entrando com um recurso. Por fim, o senador pergunta: - Por que tanto medo?
Juiz concede liminar para impedir Renan como relator da CPI da Covid

Juiz concede liminar para impedir Renan como relator da CPI da Covid

Brasil
Uma liminar expedida pelo juiz Charles Renald Frazão, da 2ª Vara Federal de Brasília, nesta segunda-feira,26, impede o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) de assumir a relatoria da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai investigar "ações e omissões do governo federal" em meio à pandemia de covid-19. O juiz atendeu pedido da deputada federal Carla Zambelli, apoiadora do presidente Jair Bolsonaro. Existe um acordo para que o senador Renan Calheiros (PMDB-AL) seja escolhido relator caso Aziz assuma a presidência da CPI. Calheiros é um crítico do governo Bolsonaro, e a avaliação no Planalto é a de que ele vai usar todas as ferramentas para afundar o Executivo nas acusações e criar um ambiente de oposição aos atos do governo. A CPI pode decidir pelo indiciamento de investigados, e o
Alagoas tem 170.902 casos da Covid-19 e 4.138 óbitos

Alagoas tem 170.902 casos da Covid-19 e 4.138 óbitos

Alagoas
O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), desta segunda-feira (26/04), confirma mais 291 novos casos de Covid-19 em Alagoas. Dessa forma, o estado tem um total de 170.902 casos confirmados do novo coronavírus até o momento, dos quais 2.899 estão em isolamento domiciliar. Outros 163.124 pacientes já finalizaram o período de isolamento, não apresentam mais sintomas e, portanto, estão recuperados da doença. Há 9.744 casos em investigação laboratorial. Foram registradas 21 mortes em território alagoano. Com isso, Alagoas tem 4.138 óbitos por Covid-19. 21 óbitos No boletim desta segunda-feira (26/04), mais 21 mortes foram confirmadas, laboratorialmente, por causa do novo coronavírus, sendo 11 vítimas da capital alagoana e 10 do interior do Estado. As vítimas
Prefeitos discutem na AMA plano para continuidade da segunda dose Municípios

Prefeitos discutem na AMA plano para continuidade da segunda dose Municípios

Alagoas
Prefeitos e gestores de saúde voltam a se reunir com Sesau e Cosems para discussão de um plano para continuação da segunda dose diante da falta de vacinas, tendo em vista o não cumprimento da pactuação pelo governo federal. Com o atraso do envio para os Estados de novas doses da Coronavac, que obrigou a muitos municípios prorrogarem de 21 para 28 dias a aplicação da segunda dose, os prefeitos querem evitar uma corrida vacinal. Gestores também querem e propuseram a Sesau e Cosems uma nota técnica oficial de um infectologista para  acalmar a população sobre a eficácia da vacina, e que não existe um tempo máximo entre uma dose e outras, segundo estudos científicos. O presidente da AMA, Hugo Wanderley reconhece que é muito difícil para o Estado e os municípios cumprirem o que foi
JHC e ONG Gerando Falcões se unem para transformar realidade do Vergel do Lago

JHC e ONG Gerando Falcões se unem para transformar realidade do Vergel do Lago

Maceió
Transformar a realidade social do Vergel do Lago, um dos bairros mais carentes de Maceió, é um dos desafios diários do prefeito JHC. Nesta segunda-feira (26), o pontapé inicial para essa virada de página foi dado. Uma parceria entre a Prefeitura e a ONG Gerando Falcões começou a ser definida em reunião virtual entre JHC e o CEO fundador da instituição, Eduardo Lyra. Eles pretendem desenvolver um plano de emancipação social das famílias que habitam na localidade. “Confio e acredito muito no trabalho de vocês. Feliz agora como prefeito em ser essa ponte para conectarmos as figuras corretas e podermos transformar, especialmente os locais de maior vulnerabilidade social. Já estamos construindo 1.700 moradias que serão parte importante desse processo de revitalização da nossa orla lagun
Cuidado com as fakes: Hospitalização por Covid-19 reduziu sim entre idosos

Cuidado com as fakes: Hospitalização por Covid-19 reduziu sim entre idosos

Alagoas
Circula em grupos do WhatsApp a informação de que a chegada da vacina contra a Covid-19 no Brasil teria provocado o aumento de mortes dos pacientes acometidos pela doença. O conteúdo é falso. A mensagem tenta convencer que há mortes causadas pelo imunizante, além de defender tratamento sem eficácia comprovada e criticar o Supremo Tribunal Federal (STF). A mensagem reúne várias informações falsas, mas com o mesmo objetivo: argumentar que  a vacina contra a Covid-19 não ajuda a combater a pandemia e que a solução seria o tratamento precoce, além de criticar imprensa, Supremo Tribunal Federal, governadores e prefeitos que adotam medidas de distanciamento social. “Com a vacina, as mortes continuarão acontecendo (até aumentaram) mas, a narrativa do pessoal da NOM [Nova Ordem Mundial], incl
Ex-senadora Heloísa Helena volta ao senado, agora como servidora comissionada

Ex-senadora Heloísa Helena volta ao senado, agora como servidora comissionada

Política
A ex-senadora Heloísa Helena (Rede) volta ao Senado agora como servidora comissionada da casa. Quem informa é o site O Antagonista. Ela foi nomeada para a Liderança da Oposição da Casa nesta segunda-feira, 26 de abril. No ano passado, ela foi derrotada na disputa por uma cadeira na Câmara Municipal de Maceió. Ela vai trabalhar ao lado do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP). A ex-senadora, recentemente, assumiu o comando nacional da Rede, ao lado também ex-senadora, Marina Silva.

Sem conhecer a verdade nós nunca nos libertaremos

Blog, Wagner Melo
"E conhecerão a verdade, e a verdade os libertará". Bolsonaro repete este versículo bíblico (João 32:8) como um mantra e parece acreditar mesmo nele. Tanto que, como não tem apreço pela liberdade, esconde a verdade do povo. Assim, acredita que o povo não se libertará da miséria e da falta de perspectiva que aflige as atuais e futuras gerações. A não realização do censo do IBGE é uma estratégia, um projeto. Ano que vem, haverá eleição e o governante não quer que a verdade sobre a realidade do país seja conhecida oficialmente. Não quer dar munição aos opositores. Se para o comitê eleitoral de Bolsonaro este "apagão" de dados é estratégico, para o país é catastrófico. Sem os dados do IBGE, como serão elaboradas políticas públicas? Como saber onde investir recursos públicos se a gente
Equipe do Sesi Senai de Alagoas fatura dois prêmios no regional de Robótica

Equipe do Sesi Senai de Alagoas fatura dois prêmios no regional de Robótica

Alagoas, Notícias
No seu primeiro compromisso oficial do ano, a equipe Robomac, da Escola Sesi Senai Benedito Bentes, foi a única a conquistar dois prêmios no Torneio Regional de Robótica First Lego League, promovido pelo Sesi de Pernambuco. A representante de Alagoas ficou em 1° lugar no Desempenho do Robô e em 2° na categoria Champions Award. Os vencedores foram anunciados nesse sábado (24). O professor de Robótica da Rede Sesi Senai de Alagoas, Eduardo Monteiro, explica que os alunos foram desafiados a pensar em soluções para problemas relacionados a atividades físicas, como o sedentarismo, que afeta milhões de pessoas em todo o planeta e causa doenças como a obesidade, por exemplo. Este é o tema da “Temporada Replay” do Torneio de Robótica First Lego League, promovido no Brasil pelo Sesi Nacio
Contra impeachment: Para Lira, CPI é perda de tempo e Congresso ‘não é delegacia’

Contra impeachment: Para Lira, CPI é perda de tempo e Congresso ‘não é delegacia’

Política
Candidato de Jair Bolsonaro nas eleições da presidência da Câmara, o presidente do Congresso, Arthur Lira, foi claro em sua opinião sobre a CPI da Pandemia no Senado ou os pedidos de impeachment contra Bolsonaro que estão em sua gaveta: tudo perda de tempo. Vale lembrar que Lira já havia recebido do STF um prazo para justificar não abrir nenhum dos processos contra Bolsonaro. E ele lamenta ao lembrar que o ex-presidente "Rodrigo Maia passou cinco anos na presidência, dois anos de governo Bolsonaro, com mais 66 pedidos de impeachment, e não teve sequer um minuto de pressão". Em entrevista à rádio Jovem Pan, o deputado federal alagoano afirmou que o momento para a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito não deveria ser esse. E que, em sua visão, o 'Congresso não é deleg