24 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade

Dia: 11 de junho de 2021

Trabalhadores nascidos em agosto podem sacar auxílio emergencial

Trabalhadores nascidos em agosto podem sacar auxílio emergencial

Brasil
Os trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em julho podem sacar, a partir desta sexta-feira (11), a segunda parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 29 de junho. A terceira parcela poderá ser sacada a partir de 27 de julho e a quarta, a partir de 27 de agosto. Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de
CPI recebe cientistas após STF liberar governador do AM a contragosto da PGR

CPI recebe cientistas após STF liberar governador do AM a contragosto da PGR

Política
  https://www.youtube.com/watch?v=yMZy7HhEOq8 Em seu primeiro dias de depoimentos em uma sexta-feira, a CPI da Covid recebe hoje (11) a microbiologista Natalia Pasternak e o médico sanitarista Claudio Maierovitch. Eles defendem o óbvio: evidências científicas como o uso de máscaras, imunização em massa e o distanciamento como única alternativas contra a Covid-19 - e nada de tratamento precoce, como a cloroquina. Isso é exatamente o que governistas não querem ouvir, especialmente depois do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ter reforçado exatamente isso, indo de encontro com o presidente, nesta quarta (9). Jair Bolsonaro, inclusive, ficou tão irritado que inventou para o "tal de Queiroga" um parecer "assinado pelo ministro" que dispensaria o uso de máscaras entre vacin
Tratado como um banana qualquer, o ‘tal de Queiroga’ já analisa o fim das máscaras no País

Tratado como um banana qualquer, o ‘tal de Queiroga’ já analisa o fim das máscaras no País

Blog, Marcelo Firmino
E o ministro da Saúde, um tal de Queiroga, como o chamou Jair Bolsonaro,  confirmou, nesta quinta-feira, 10, que está analisando o  pedido do chefe do Planalto para desobrigar o uso de máscara no País, para quem já recebeu a vacina contra a covid-19 ou para quem já foi infectado pelo vírus. Esse "tal de Queiroga", depois do segundo depoimento na CPI da Covid, quando manifestou certo desconforto com as atitudes do mandatário chefe nessa pandemia, caiu na rede do gabinete do ódio. Exatamente por isso, Bolsonaro resolveu enquadrá-lo como um "banana qualquer" na primeira oportunidade. O que é lamentável. O cidadão Marcelo Queiroga era tido como um profissional da medicina tecnicamente renomado, mas agora vê sua imagem sendo destruída de forma bisonha, muito, inclusive, pela sua falta de a