4 de dezembro de 2021Informação, independência e credibilidade

Dia: 31 de outubro de 2021

Na Itália, sem provas, Bolsonaro acusa Lula de ligações com narcotráfico

Na Itália, sem provas, Bolsonaro acusa Lula de ligações com narcotráfico

Brasil
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) acusou seu principal adversário na campanha eleitoral à Presidência, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de ter relações com narcotraficantes, segundo a tradução de entrevista concedida neste domingo, 31, à emissora italiana SkyTV24. Nos trechos já divulgados pelo canal, o tradutor fala por cima da voz de Bolsonaro, o que não permite saber quais foram as palavras exatas usadas pelo presidente. A Folha de S.Paulo pediu ao governo federal a gravação original, em português, mas não a recebeu até a publicação. De acordo com o material exibido, o presidente brasileiro disse à jornalista Michele Cagiano: “Lula quase levou à falência a nossa empresa petrolífera, a Petrobras. É uma longa história. A sua liderança política começa com as
Greve: Caminhoneiros ameaçam “parar o Brasil” a partir desta segunda-feira

Greve: Caminhoneiros ameaçam “parar o Brasil” a partir desta segunda-feira

Brasil
Em protesto contra os constantes e excessivos aumentos no preço do diesel, os caminhoneiros estão ameaçando “parar o Brasil”, a partir deste dia 1º de novembro. A ameaça foi divulgada pelo presidente da Central dos Sindicatos Brasileiros (CSB), Antonio Neto, que é um dos representantes dos caminhoneiros. Na sexta-feira (29), Neto se reuniu com representantes da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística (CNTTL) e Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado de São Paulo (FTTRESP). Também estiveram presentes no encontro Nailton Francisco de Souza, presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores (NCST), e o presidente da Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores (Abrava), Wallace Landim, conhecido como Chorão. “A
Paulão diz que será criminoso o calote nos precatórios dos professores

Paulão diz que será criminoso o calote nos precatórios dos professores

Brasil
O que o governo Bolsonaro está pretendendo fazer com os precatórios dos professores é uma irresponsabilidade e um crime contra os direitos da categoria, segundo disse neste sábado, 30, deputado federal Paulão (PT-AL). Disse ele que a PEC dos Precatórios é uma afronta real a quem conseguiu legalmente na justiça reaver direitos que estavam sendo negados. "No caso dos professores eles são beneficiados eles são beneficiados pela que destina os precatórios do antigo Fundef e do Fundeb para eles", reforçou. A questão é que com a PEC que o governo pretende aprovar esta semana na Câmara, de acordo com o deputado, a proposta além de premiar o calote, ainda tira o dinheiro dos professores para fins meramente eleitoreiros. Se a PEC for aprovada os professores ficarão sem precatórios em 2
JHC vai substituir carros locados da Prefeitura pelo aplicativo Táxi-Maceió

JHC vai substituir carros locados da Prefeitura pelo aplicativo Táxi-Maceió

Maceió
Uma rede de 4 mil táxis cadastrados para servir a Prefeitura de Maceió, em vez dos carros locados pelo pode público. Essa é a nova estratégia da Prefeitura de Maceió com o lançamento do aplicativo (app gratuito) Táxi-Maceió. A nova plataforma já existe na Prefeitura do Rio de Janeiro com o Táxi-Rio, para onde foi o prefeito maceioense JHC (PSB).  Ele conheceu o sistema e ficou entusiasmado com a novidade, que foi apresentada pelo  secretário da Fazenda e Planejamento do Rio de Janeiro, Pedro Paulo. Disse ele que o objetivo da adoção da tecnologia é tentar resgatar a dignidade da categoria dos taxistas e reverter o cenário de dificuldades que os profissionais enfrentam com a diversidade de aplicativos de transporte existentes no mercado. JHC destacou a ainda que os taxistas ter
Com agenda esvaziada no G20, Bolsonaro é ironizado pela imprensa romana

Com agenda esvaziada no G20, Bolsonaro é ironizado pela imprensa romana

Mundo
O presidente brasileiro, Jair Bolsonaro, é um dos únicos líderes do G20 (grupo das 20 maiores economias do mundo) que não tem reuniões previstas com outros mandatários, à exceção do presidente italiano Sergio Mattarella, anfitrião do evento que, pelo protocolo, se encontra com todos os líderes presentes em Roma. Segundo o Itamaraty, a agenda do presidente brasileiro seria atualizada ao longo da visita à Itália, e reuniões estavam sendo negociadas com outros países, mas nada foi fechado até o momento. O encontro do G20 ocorre neste fim de semana (30 e 31/10), e em seguida muitos deles seguem para a Cúpula do Clima em Glasgow, na Escócia (COP26). Sob forte pressão internacional por causa do aumento do desmatamento e das queimadas na Amazônia, Bolsonaro decidiu não ir à COP26, o que