15 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade
Blog

A falta de caráter e a escrotidão afloram nesse ‘novo Brasil’ com a banalização da crueldade

O caso de assédio sexual do presidente da Caixa Econômica é apenas mais um em meio a violência descarada

Assédio sexual e violência agora são banalizados pela sociedade

A falta de caráter, a deformação dele e até mesmo a escrotidão são inerentes em parcelas da humanidade aqui ou em qualquer lugar do mundo.

Mas, de repente, no País, essas qualidades repulsivas afloraram de uma maneira muito além do abuso, notadamente no circulo do poder. E o pior de tudo é que imensa parcela da sociedade passou a banalizar de forma covarde tamanha vileza.

O caso do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, acusado por funcionárias da instituição de assédio sexual é mais um nesse “novo Brasil” torpe e de culto a crueldade.

Os sentimentos de respeito e solidariedade estão sendo sepultados em nome da degradação social, da discriminação, do preconceito e da violência. Tudo isso banalizado como se a agressão, a perseguição a quem pensa e vive diferente  fossem a instituição do “novo normal”.

São as ações de cada um que dizem exatamente o que o ser verdadeiramente representa. Uns até querem se passar por nobreza falando em Deus e família, acima de tudo.

Mas, no fundo, costumam mergulhar no esgoto com a satisfação de se misturar aos excrementos em meio à escuridão.

Enfim, os tempos estão mais que sombrios.