28 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

AL sedia lançamento do Plano Nacional de Garantia de Pré-Natal Odontológico pelo SUS

Estado foi escolhido por atingir 1º lugar no ranking de indicadores de capacitação de gestantes no programa Previne Brasil

Coordenador de saúde bucal do MS, Welington Carvalho, ressaltou que AL atingiu o 1º lugar no ranking de indicadores de capacitação de gestantes no Previne Brasil

Alagoas sediou, nesta quarta-feira (18), o lançamento do Plano Nacional de Garantia de Pré-Natal Odontológico pelo Sistema Único de Saúde (SUS), durante cerimônia que ocorreu no auditório do Hotel Ritz Lagoa da Anta, no bairro Cruz das Almas, em Maceió. O Estado foi escolhido devido ao fato de ter alcançado o maior desempenho, no ano de 2021, no indicador de capacitação de gestantes para o pré-natal odontológico, no Programa Previne Brasil.

O Plano Nacional de Garantia do Pré-Natal Odontológico pelo SUS tem o intuito de fomentar a importância do pré-natal como estratégia de garantia de acesso da gestante aos serviços de saúde e como etapa de rotina para a oferta de um cuidado integral durante a gestação. O coordenador geral de saúde bucal do Ministério da Saúde, Welington Carvalho, explicou que o Estado foi eleito para sediar o evento ao atingir o 1º lugar no ranking de indicadores de capacitação de gestantes no programa Previne Brasil.

Programa Previne Brasil visa estimular as consultas odontológicas de gestantes durante o pré-natal

“Alagoas foi escolhido para o lançamento desse plano porque apresentou o melhor desempenho no indicador de capacitação de gestante para o pré-natal odontológico em 2021. Nós analisamos esse indicador desde 2020 com o programa do Ministério da Saúde, Previne Brasil, e Alagoas foi o Estado que teve maior desempenho no ano de 2021. Por isso escolhemos Alagoas para lançar o Plano Nacional de Garantia de Pré-Natal Odontológico pelo SUS”, salientou.

Ainda de acordo com o coordenador do MS, o plano visa conscientizar não apenas profissionais da saúde, mas também, gestantes para desmistificar os atendimentos odontológicos durante a gestação. “O pré-natal odontológico é muito importante porque ele vai avaliar as condições de saúde da gestante, se ela tem alguma necessidade de tratamento e mostrar que esse tratamento é seguro e que os profissionais, os dentistas, estão capacitados para realizar os atendimentos de gestantes”, enfatizou.

Maria de Lourdes Mota disse que o Estado tem atuado para conscientizar as gestantes sobre a importância das consultas odontológicas no pré-natal

Durante o evento, foram certificados os municípios de Teotônio Vilela, Jequiá da Praia, Quebrangulo, Piaçabuçu, Jacaré dos Homens, Campo Alegre, Branquinha, Igreja Nova, Craíbas e Santa Luzia do Norte, por apresentarem proporções de gestantes com atendimentos odontológicos realizados iguais ou acima de 90% no Q3/2021, conforme informações válidas no Sistema de Informação em Saúde para a Atenção Básica (SISAB).

A gerente de Atenção Básica da Secretaria do Estado da Saúde (Sesau), Alexandra Ludugero, parabenizou profissionais de saúde e destacou o trabalho árduo da Sesau junto aos municípios durante a Pandemia da Covid-19. “Vocês são uns guerreiros e elevaram o nome do nosso Estado e não é fácil, principalmente, no momento novo em que estamos vivendo. Nós tivemos que conhecer o novo, perdemos amigos, familiares, tivemos que sair das nossas casas, mesmo com medo para atender os nossos municípios e nós damos conta do serviço. Estamos de parabéns! E só fizemos isso porque trabalhamos integrados, porque ninguém faz nada sozinho, principalmente, saúde”.

Dez municípios foram certificados pelo índice de 90% nas consultas de pré-natal

Na cerimônia, a assessora técnica de saúde bucal da Sesau, Maria de Lourdes Mota, ressaltou a importância do reconhecimento do Estado nos indicadores e enfatizou a importância da odontologia no pré-natal. “O programa sendo lançado em Alagoas ressalta os trabalhos desenvolvidos no Estado. Nós atingimos a maior nota do país, comparado com os outros Estados, no indicador do Ministério da Saúde. Na nossa gestão a odontologia tem sido priorizada para desmistificar o medo que a gestante tem em ir ao dentista. Elas acham que não pode fazer um exame de raio-x, que não pode ser atendida, tomar anestesia e, não é exatamente isso. Mostramos que elas podem sim ser atendidas”, destacou.