25 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Justiça

Amado Batista pede desculpas na Justiça a Lula e família do ex-presidente

Cantor havia dito que o petista e familiares haviam “roubado pra caramba” e recebeu uma queixa-crime por injúria

Após acordo nesta semana perante o Tribunal de Justiça de Pernambuco, o cantor Amado Batista pediu desculpas ao filho do ex-presidente Lula (PT) e empresário Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, depois de ser alvo de uma queixa-crime por injúria.

No ano passado, em entrevista ao programa “Frente a Frente”, transmitido pela Rede Nordeste de Rádio, Amado Batista disse que tanto Lula quanto seus filhos praticaram roubo durante os governos petistas.

O cantor também insinuou que um dos filhos de Lula seria latifundiário. “É só ir pro Pará, lá pro Mato Grosso, para vocês verem. Ao vivo e a cores”, afirmou. Agora, Eo cantor pede desculpas a Lulinha por atribuir a ele “graves ofensas” e por suas afirmações equivocadas de que o empresário “teria enriquecido de forma ilícita”.

“Apesar de ter dito que Fábio Luís Lula da Silva seria latifundiário e dono de cabeças de gado no Mato Grosso e no Pará, reconheço que essa Informação chegou ao meu conhecimento a partir de meros boatos irresponsavelmente difundidos na sociedade”.

Por causa do acordo entre Amado Batista e Lulinha que resultou no pedido público de desculpas, a punição pelo crime de injúria foi extinta. O Ministério Público também endossou a extinção da punibilidade e se manifestou pelo arquivamento.

Lulinha e Amado Batista agora pedem que a Justiça determine que a retratação seja veiculada no site e no canal de YouTube “Blog do Magno”, do apresentador Magno Martins, onde as afirmações do cantor foram publicadas pela primeira vez.

Durante a entrevista no programa, o cantor descredibilizou pesquisas de opinião que, na época, já indicavam a vantagem de Lula sobre Jair Bolsonaro (PL) no pleito de 2022.

“São os órgãos de comunicações que deixaram de mamar na teta do governo, né? E agora fica querendo pregar. O [filósofo] Karl Marx e o [ditador soviético Josef] Stálin disseram que dez mentiras bem contadas viram verdades”, seguiu. “Esse é o país que as pessoas querem, de ladrões?”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.