29 de novembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Blog

Arbitragem ‘amarelou’ em duas jogadas cruciais no clássico CRB e CSA

Veja vídeo e cenas da tolerância arbitral

É verdade que o primeiro clássico das multidões – CRB e CSA – não foi um primor de partida de futebol. Mas se o clássico não foi bom, em dois lances capitais o árbitro da partida foi bem pior.

O curioso é que a maioria dos comentaristas se esquivou dos fatos, quando o juiz Rafael Carlos Salgueiro amarelou duas vezes e acabou interferindo indevidamente na partida.

Cenas da tolerância arbitral

O primeiro lance se deu na entrada criminosa de um zagueiro azulino Castán, no meia Danilinho, do CRB. O juiz em cima do lance deu um cartão amarelo ao atleta, quando na verdade teria que ser o vermelho direto. E não se trata de uma questão interpretativa, mas de uma ação desproporcional que levou a prática do antijogo. Isso ainda no primeiro tempo.

Cenas da tolerãncia arbitral

No segundo tempo a marcação irregular de um impedimento trouxe um prejuízo sem sombra de dúvidas para o Regatas. O assistente Ruan Luís de Barros levantou a bandeira em uma jogada limpa, legítima e fora de qualquer irregularidade. O atacante regatiano recebeu a bola nas costas da zaga e seguia em direção ao gol, quando o bandeira anula a jogada de forma incompetente, marcando um impedimento não existente.

Alguns disseram que era um lance muito difícil. Mas, as  imagens mostram que não havia dificuldade nenhuma. Houve, sim, erro de arbitragem.

Óbvio que o espetáculo não foi grande coisa. Se os dois times pecaram nas finalizações, o senhor juiz e seus bandeiras também estiveram sintonizados em dois erros crassos que tornaram a partida muito mais feia.

Mas, segue o jogo.  E veja o vídeo de um impedimento mal marcado: