26 de setembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Política

Barros confronta senadores na CPI, nega crimes e diz que não foi ‘acusado’ por Bolsonaro

Na versão do deputado, há uma “narrativa” construída contra ele a partir de declarações falsas de testemunha

O depoimento do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR) foi tomado por gritos entre ele e senadores da situação e oposição. Após bate-boca, a sessão foi suspensa, retornando no meio da tarde.

Barros negou qualquer envolvimento com possíveis irregularidades na compra da vacina indiana Covaxin e contestou as indagações do colegiado. Na versão do deputado, há uma “narrativa” construída contra ele a partir de declarações falsas de testemunhas ouvidas anteriormente pela comissão.

Barros disse por várias vezes se sentir injustiçado e afirmou que as investigações realizadas no âmbito da CPI “causaram [a ele] um dano de imagem muito grande”.

O líder governista no Parlamento também rejeitou a ideia de que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) teria o “acusado” de envolvimento no suposto esquema da Covaxin.