18 de outubro de 2021Informação, independência e credibilidade
Brasil

Bolsonaro ameaça cortar recursos da saúde e educação se veto a absorventes for derrubado

Projeto vetado é de autoria da deputada federal Marília Arraes (PT-PE)

Bolsonaro veta distribuição de absorventes para população de vulnerabilidade social

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse, ontem, que vai cortar verbas da saúde e da educação se o Congresso Nacional derrubar o veto à distribuição gratuita de absorventes higiênicos.

A distribuição dos absorventes é fruto de projeto de lei aprovado  na Câmara, para atender a demanda da população feminina em completa situação de vulnerabilidade social.

A declaração sobre o corte de verbas da saúde e da educação foi dada em entrevista coletiva no Guarujá (SP). No sábado, o governo federal emitiu nota garantindo a formulação de projeto para distribuir os protetores femininos.

Bolsonaro se ampara nos custos da compra dos absorventes para justificar o veto. Segundo ele, o texto, apresentado pela deputada federal Marília Arraes (PT-PE), não apresenta a origem dos recursos necessários para adquirir os insumos.

“Se o Congresso derrubar o veto, vou tirar dinheiro da Saúde e da Educação. Vai ter que tirar de algum lugar”, disse. Segundo o presidente, eventual aval à distribuição de absorventes, nos termos do projeto aprovado pelo Parlamento, poderia ocasionar impeachment. “Quando você apresenta um projeto que tem despesas, tem que apresentar fontes de custeio. Se eu sancionar, estou incurso em crime de responsabilidade”.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.