17 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade
Política

Bolsonaro corta recursos da educação mas abre cofre para farra do Centrão, diz Paulão

“Ele simplesmente cortou os recursos para a manutenção, segurança, água, luz e telefone dos campi em todo o País. Ele é um inimigo da educação”, disse.

Paulão: Bolsonaro é um inimigo da educação e do mundo acadêmico que forma a vida democrática do nosso povo.

O deputado federal Paulão (PT) acusou o presidente Jair Bolsonaro (PL) de ser “um inimigo da educação no País”, principalmente das universidades e institutos federais.

Segundo ele, o presidente, desesperado com os números das pesquisas eleitorais que não o favorecem, decidiu voltar toda a sua ira contra professores, servidores e alunos das instituições públicas de ensino superior.

“Ele simplesmente cortou os recursos para a manutenção, segurança, água, luz  telefone, bolsas de estudos e auxílio estudantil dos campi em todo o País, decretando assim a falência da educação superior, de forma proposital e perversa. É um inimigo perseguidor, que destrói o Brasil”, disse o deputado.

No entanto, declarou ainda Paulão, ele entregou as chaves dos cofres da Nação para o Centrão, que está gastando bilhões com um orçamento secreto. “O orçamento já gerou vários escândalos no País e  terá que ser apurado pelas instituições fiscalizadoras, para a responsabilização de todos os envolvidos nessa farra do dinheiro público”, acrescentou.

O deputado observou que o descaso de Bolsonaro contra as universidades e institutos federais, como a Ufal e o Ifal, em Alagoas, é fruto de uma concepção raivosa contra o ensino público e da própria ignorância dele sobre o papel da educação no futuro de um País. “É, antes de tudo, o ódio ao conhecimento, ao saber e a inteligência que o mundo acadêmico semeia na construção da vida democrática de um povo”, destacou.