26 de outubro de 2020Informação, independência e credibilidade
Brasil

Bolsonaro cria polêmica desnecessária ao dizer que “não se pode obrigar ninguém a tomar” vacina

Presidente comentou vacina em evento sobre o uso de hidroxicloroquina com um grupo de médicos que defendem o medicamento

O presidente Jair Bolsonaro  voltou a dizer hoje que não se pode obrigar a tomar vacina e acrescentou que não se pode injetar “qualquer coisa” nas pessoas.

“Não se pode injetar qualquer coisa nas pessoas nem obrigar. A vacina se faz a campanha”. Jair Bolsonaro, presidente.

Curiosamente, o presidente mostrou mais uma vez seu ângulo, quanto ao uso de uma vacina, em um evento sobre o uso de hidroxicloroquina com um grupo de médicos que defendem o medicamento.

E claro, tocar neste assunto, de forma tão desnecessária e desvirtuada, apenas alimenta negacionistas que, além de acreditarem no uso da cloroquina no tratamento contra a covid-19, já se movimentam para uma nova versão da ‘revolta da vacina’.

Bolsonaro citou ainda as desconfianças que existem sobre a vacina russa contra a covid-19 e lembrou que foi muito criticado ao dizer para uma apoiadora que ninguém ia obrigar ninguém a tomar vacina.

Bolsonaro reclamou ainda estar com “pecha de genocida” por defender a hidroxicloroquina e por não ter feito “outras coisas”, mas voltou a dizer que a decisão do Supremo Tribunal Federal deu poder de decisão aos governadores.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.