1 de dezembro de 2020Informação, independência e credibilidade
Brasil

Bolsonaro critica ‘projetos ditadores’ de governos e prefeituras contra Covid

Durante a pandemia, 125.584 morreram no Brasil

Ao visitar obras da pista do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) criticou, neste sábado (5), as medidas de prefeitos e governadores contra o coronavírus, chamando de “projetos ditadores nanicos que apareceram pelo Brasil afora”.

“Alguns governadores queriam proibir pousos. Alguns governadores fecharam rodovias federais, como o Pará por exemplo, e tiraram o poder de eu resolver as questões como eu achava que devia resolver”. Jair Bolsonaro, presidente.

Bolsonaro também criticou os que, segundo ele, não priorizaram a economia.

“Aquele pessoal que dizia no passado, que não era eu, ‘a economia recupera depois’, está na hora de botar a cabeça pra fora e dizer como é que se recupera rapidamente a economia. Sempre falei que era vida e economia. Fui muito criticado. Mas não posso pensar de forma imediata, tenho que pensar lá na frente”. Jair Bolsonaro.

A fala do presidente vem após a economia registrar retração inédita de 9,7% no segundo trimestre de 2020 na comparação com os três meses anteriores, segundo dados divulgados na terça-feira (1º) pelo IBGE.

“Fica uma grande experiência, como alguns me acusam de ditador, os projetos ditadores nanicos que apareceram pelo Brasil afora, não só em áreas estaduais, mas em algumas municipais também. Fica de ensinamento dessa pandemia”. Jair Bolsonaro.

O país registrou 855 mortes pela Covid-19 confirmadas nas últimas 24 horas, chegando ao total de 125.584 óbitos. Com isso, a média móvel de novas mortes no Brasil nos últimos 7 dias foi de 856 óbitos, uma variação de -14% em relação aos dados registrados em 14 dias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.