4 de dezembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Maceió

Bolsonaro desembarca e provoca aglomeração no Zumbi dos Palmares

Sem máscara, o presidente fez questão de tentar se aproximar ao maior número possível de apoiadores

 

Como esperado, o presidente Jair Bolsonaro provocou aglomerações em sua recepção em Maceió, ao desembarcar na manhã desta quinta (13) no Aeroporto Zumbi dos Palmares.

Sem máscara, o presidente fez questão de tentar se aproximar ao maior número possível de apoiadores. E saindo de lá, tem uma agenda de compromissos em Alagoas.

Em Maceió, ficou de entregar ao lado do prefeito de Maceió, JHC, 500 habitacionais do Residencial Oiticica I, no Benedito Bentes. No habitacional foram investidos R$ 40 milhões, orçamento conquistado graças ao residenciais do Minha Casa Minha Vida.

Ele também estará na inauguração do Viaduto da Polícia Rodoviária Federal. Com ele estará o ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas e do diretor-geral do DNIT, general Santos Filho.

Não deve estar presente o governador do estado, Renan Filho. A obra teve investimentos na ordem de R$ 77,4 milhões, conquistados após interferências do senador Renan Filho, nos governos Dilma e Temer.

Por fim, às 14h, será inaugurado o Trecho IV do Canal do Sertão Alagoano. A obra, com extensão de 30,47 quilômetros, deve beneficiar mais de 113 mil moradores e pequenos produtores rurais da região.

Protesto

Mais cedo, também houve aglomeração, mas durante uma mobilização, como forma de repúdio à visita do presidente Jair Bolsonaro a Maceió e interior de Alagoas, bloqueou as proximidades do Aeroporto.

Pneus foram queimados e manifestantes com cartazes, bandeiras e gritos de protesto impediram a passagem nas duas vias às 6h30.

A Polícia Militar (PM) foi acionada à ocorrência e para realizar um diálogo. E com a chegada do Bope, por volta das 07:50 a saída foi liberada. A entrada, no entanto, segue bloqueada.

Fotos: Ésio Melo

Participam do protesto a União Popular (UP), Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), Movimento de Luta nos Bairros (MLB) e Frente Nacional de Lutas (FNL).