23 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade
Brasil

Bolsonaro diz a CBF que disputar Copa América agora é questão de honra

Irritado com reação de jogadores e comissão técnica, presidente exige força total na competição

Bolsonaro pressiona CBF e diz que não aceita recusa dos jogadores

O presidente da República, Jair Bolsonaro, irritado, não aceita boicote da seleção brasileira de futebol à Copa América. E mandou recado à CBF que quer força total na competição.

Para Bolsonaro, disputar a Copa com a seleção titular hoje é uma questão de honra. Os jogadores estão se recusando a participar devido a pandemia do Covid-19, que já matou mais de 472 mil pessoas no País.

A competição com abertura marcada para 13 de junho próximo  veio parar no Brasil depois que Colômbia e Argentina se recusaram a sediá-la.

Por conta da crise criada, Bolsonaro e apoiadores não têm economizado nas criticas e teorias de conspiração, endereçadas ao técnico Tite e aos atletas.

Para os bolsonaristas é incoerente não atuar na Copa América e manter o Campeonato Brasileiro, a Copa do Brasil e os jogos das Eliminatórias da Copa do Catar no país.

Já os opositores ao governo consideram a realização da Copa América um mau exemplo do governo. O senador Renan Calheiros (MDB), por exemplo, diz que a seleção é motivo de orgulho “e disputar a Copa pode até gerar troféu. Não disputar, em nome de vidas, significará sua maior conquista”.

O senador disse que enviou nota de solidariedade ao técnico e jogadores brasileiros.