15 de agosto de 2022Informação, independência e credibilidade
Política

Bolsonaro passeia por Brasília e visita ambulantes e lojas do comércio abertas

Também contrário às recomendações do ministério de Saúde, ele defendeu o uso de remédios feitos com cloroquina e hidroxicloroquina

O presidente Jair Bolsonaro foi novamente contra as orientações do Ministério da Saúde e caminhou pelas ruas de Brasília, neste domingo (29). Na oportunidade, falou com ambulantes e entrou em lojas do comércio abertas.

Ao final de seu passeio, visitou o Hospital das Forças Armadas. Foi lá que ele fez o exame para saber se tinha pego ou não o novo coronavírus. Apesar de alardear ter dado negativo, o presidente nunca mostrou o exame. E mesmo com a Justiça exigindo que os exames fossem mostrado, dois dos 17 resultados positivos não tiveram a identidade dos infectados confirmada.

Já neste domingo, Bolsonaro publicou um vídeo no qual aparece conversando com um vendedor de churrasquinho em Taguatinga, cidade satélite do DF, a 27 km de Brasília. Depois, na volta para o Palácio da Alvorada, declarou ter ficado sensibilizado com o relato do trabalhador informal.

“Agora, vai condenar esse cara a ficar dentro de casa? Ele não tem poupança, não tem renda. A geladeira dele, se tiver, já acabou a comida. Tem que trabalhar, sustentar a família, cuidar dos filhos”. Jair Bolsonaro, presidente.

O presidente também passou por Ceilândia (33 km de Brasília), onde conversou com trabalhadores informais e defendeu o uso de remédios feitos com cloroquina e hidroxicloroquina. As substâncias ainda estão em fase de testes contra o vírus, apesar de tudo o que ele fala.

Ele, claro, parece não ter ouvido as recomendações de seu próprio ministro.