26 de setembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Política

Cabo Bebeto exalta Forças Armadas em pronunciamento no Dia do Soldado

Deputado bolsonarista afirma que soldados são “guardiões do Estado e dos direitos e abnegados garantidores da lei e da ordem”

O deputado Cabo Bebeto (PTC) lembrou nesta quarta-feira, 25, que hoje é comemorado o Dia do Soldado.

“Neste dia quero homenagear todos os integrantes das Forças Aramadas e das forças auxiliares estaduais. São guardiões do Estado e dos direitos e abnegados garantidores da lei e da ordem”. Cabo Bebeto.

Cabo Bebeto disse ainda que os soldados são patriotas que juram entregar suas vidas em defesa de sua pátria e de seu povo.

“A eles meu muito obrigado e meus parabéns! Desejo a todos um futuro com mais direitos. Vocês são os maiores garantidores da nossa segurança, da nossa soberania e da nossa paz”. Cabo Bebeto.

Leia mais: Generais informam ex-presidentes que ruptura não viria do Exército, mas das PMs

Enquanto o presidente Jair Bolsonaro e seus seguidores seguem na contagem regressiva de um eufórico 7 de Setembro, com “manifestações de apoio” marcadas em todo Brasil, cinco ex-presidentes da República entraram em contato com militares para saber como está a disposição dos quartéis com a segurança democrática do Brasil.

Aos ex-presidentes, eles externaram preocupação de que bolsonaristas tenham sucesso em um eventual golpe com ajuda das Polícias Militares. E como o risco disso acontecer é considerável, a da cadeia de comando nas PMs já vem sendo monitorada pelas Forças Armadas.

Dia do Soldado

O Dia do Soldado começou a ser comemorado em 25 de agosto de 1923, em homenagem ao Marechal Luís Alves de Lima e Silva, mais conhecido como Duque de Caxias, patrono do Exército Brasileiro. O militar lutou em várias guerras e combates dentro do território nacional e no exterior.

Duque de Caxias também exerceu cargo político, sendo senador do Império pelo Rio Grande do Sul. Durante o governo de Dom Pedro II, ele foi nomeado Comandante do Exército e eleito Ministro de Guerra por três vezes. Participou da Guerra do Paraguai, Revolta da Balaiada e Revolta dos Farrapos. Por esse motivo, ficou conhecido como “o pacificador”.