15 de julho de 2024Informação, independência e credibilidade
Violência

Cabo PM mata colega de farda, fere companheira que pediu divórcio e se suicida

A tragédia chocou a cidade de Arapiraca onde os três residiam

Cabo Moisés e o soldado Eudes tombam mortos na tragédia

Uma tragédia foi registrada na tarde desta sexta-feira (5) em Arapiraca, no Agreste de Alagoas. Um cabo da Polícia Militar de Alagoas, matou um companheiro de farda com disparos de arma de fogo, feriu a ex-mulher e em seguida se matou no bairro Verdes Campos. O crime aconteceu no dia em que a ex-companheira do militar havia formalizado o pedido de divórcio.

Segundo informações apuradas pela reportagem, o Cabo Moisés da Silva se dirigiu a residência da ex-mulher para executar a ex-companheira. Neste momento o Soldado Eudson Felipe, que havia trabalhado com o Moisés e era amigo dele, acabou ficando sabendo do fato e também se dirigiu a residência do ex-casal para tentar convencer o colega a não praticar o crime.
Ao chegar na casa, ele desceu do veículo e chamou na porta do imóvel, mas ninguém saiu. Eudson então retornou ao automóvel e seguiu devagar, momento que o Cabo Moisés chegou em outro veículo, os dois carros ficaram lado a lado e ambos os militares desceram dos automóveis, sendo que o Soldado Eudson se dirigiu até o outro militar e ambos começaram a conversar.
Em um dado momento da conversa, o autor do crime saca uma arma de fogo, aponta contra a vítima e efetua disparos. Eudson Felipe ainda implorou para que Moisés da Silva não efetuasse os disparos. O soldado Eudson caiu ferido e para finalizar Moisés da Silva ainda efetuou um disparo a queima roupa na cabeça da vítima.
Após matar o companheiro de farda, Moisés se dirige a residência e consegue invadir o imóvel ao conseguir arrombar a porta com chutes e tiros na fechadura. Ele entra e encontra a ex-mulher, momento em que efetua disparos contra ela, que acaba sendo atingida, a mulher corre e consegue sair da casa para pedir ajuda. Em seguida o Cabo da Polícia Militar tira a própria vida.
O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) foi acionado e socorreu a mulher para o Hospital de Emergência do Agreste (HEA), em Arapiraca. O estado de saúde dela é considerado grave, seguindo internada na UTI da unidade hospitalar. Os dois militares faleceram no local, antes mesmo da chegada do socorro médico.
A Polícia Militar foi acionada e realizou os primeiros levantamentos no local do fato. O IC e o IML foram acionados para os demais procedimentos. A Polícia Civil irá investigar o crime.
Com Diário de Arapiraca