28 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Expresso

Campanha de vacinação contra Influenza e Sarampo é prorrogada até dia 24 de junho

Baixa cobertura vacinal levou o Ministério da Saúde a prorrogar a campanha que terminaria nesta sexta (3)

Campanha de vacinação contra Influenza e Sarampo é prorrogada até dia 24 de junho
Imunização contra Influenza e Sarampo segue até o dia 24 de junho. Foto: Gabriel Moreira/Secom Maceió

Com uma adesão menor do que a esperada, o Ministério da Saúde anunciou que vai estender a campanha de vacinação contra a Influenza e o Sarampo até o dia 24 de junho.

Com a prorrogação das duas campanhas, o público-alvo terá mais 20 dias para garantir sua imunização e se proteger de formas graves das doenças. Dessa forma, todas as Unidades de Saúde de Maceió continuam vacinando a população.

Segundo especialistas, o objetivo da vacinação contra o sarampo é proteger as crianças de uma doença que já estava controlada no país, mas vem provocando surtos. Já a imunização contra o vírus da Influenza é especialmente importante nesta época de frio. A vacinação contra essas doenças evita complicações e pressão sobre o sistema de saúde.

“A vacinação contra a Influenza e o Sarampo é muito, a cada ano as pessoas precisam garantir a imunização pois a vacina é feita com os vírus que estavam em circulação nos anos anteriores. E, agora, com a prorrogação da vacinação, a população ganha mais um tempo para ir até uma unidade de saúde e garantir a proteção tanto contra a Influenza quanto contra o Sarampo, doenças que podem gerar consequências graves e até hospitalizações”. Camila Peixoto, enfermeira da Gerência de Imunização de Maceió.

Enfermeira da Gerência de Imunização de Maceió, Camila Peixoto. Foto: Gabriel Moreira/Secom Maceió
Enfermeira da Gerência de Imunização de Maceió, Camila Peixoto. Foto: Gabriel Moreira/Secom Maceió

Dados

De acordo com o último levantamento da Gerência de Imunização da Secretaria de Saúde de Maceió, de 58.928 crianças de 6 meses a menores de 5 anos, apenas 18,13% foram imunizadas. Gestantes e puérperas estão com 16,26% e 8,58%, respectivamente, das mulheres vacinadas.

Dos idosos, que correspondem a 124.338 pessoas, somente 36,37% receberam a dose contra a gripe. Já dos trabalhadores da saúde, 53,63% foram imunizados contra a Influenza.

Em relação aos índices para o sarampo, de 42.396 trabalhadores da saúde, apenas 6,21% foram imunizados e das 58.928 crianças, apenas 13% atenderam ao chamado e foram se vacinar nas unidades de saúde.