28 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Mundo

Cantora morre após pegar Covid-19 de propósito para não ter que se vacinar

Hana Horka morreu em casa e dias antes postou feliz por ter sido infectada e ter uma vida livre de vacinas

A cantora da banda tcheca Asonance, Hana Horka morreu no último domingo de complicações causadas pela Covid-19. Antivacina, ela teria se deixado contaminar pela doença quando o filho e o marido, ambos vacinados contra o vírus, tiveram resultado positivo. A morte da cantora, que tinha 57 anos,  foi divulgada pela família na segunda-feira.

Segundo o filho da cantora, Jan Rek, em entrevista à rádio Rozhlas, ele e o pai contraíram a doença no final do ano passado. A sua mãe havia tido resultado negativo no teste e decidiu expor-se ao vírus deliberadamente.

O objetivo era conseguir se contaminar e, depois de curada, obter o certificado de imunidade usado no país que lhe permitiria frequentar alguns estabelecimentos sem ter de se vacinar.

“Ela preferiu viver normalmente conosco e pegar a doença para não ter que se vacinar. É triste que ela tenha acreditado mais em estranhos do que em sua própria família”. Filho da cantora.

Horka morreu em casa, com falta de ar. Dias antes, ela chegou a fazer publicações nas redes sociais comemorando a infecção: “Estou muito feliz porque, desta forma, poderei ter uma ‘vida livre’ como os outros, ir ao cinema, tirar férias, ir à sauna, ao teatro”, escreveu.

O filho afirma que os culpados pela morte de sua mãe são dois militantes influentes entre os antivacina tchecos: o ator Jaroslav Dušek e a bióloga Soňa Peková.