4 de dezembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Brasil

Capitã Clorquina pede HC no STF e Gilmar Mendes vai julgar o pedido dela

Médica Mayra Pinheiro vai depor como testemunha na CPI

Médica Mayra Pinheiro, a Capitã Cloroquina, quer haeas corpus para ficar calada na CPI

Depois do ex-ministro Eduardo Pazuello, que recebeu habeas corpus para ficar em silêncio na CPI da pandemia, agora é a vez da médica Mayra Pinheiro, mais conhecida como Capitã Cloroquina, a pedir ao STF para ficar calada diante dos senadores.

O habeas corpus solicitado por ela será definido pelo ministro Gilmar Mendes, que foi sorteado na corte para julgar o caso.

O depoimento da Capitã Cloroquina está marcado para a próxima quinta-feira, 20. Secretária de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde do Ministério da Saúde, a médica foi uma das principais vozes a favor do uso do medicamento, mesmo com estudos atestando que o remédio não tem eficácia no tratamento contra a doença.

No pedido apresentado ao Supremo, Mayra Pinheiro alega a existência de um clima de “agressividade” por parte dos senadores nas oitivas. Ela pede para ter direito ao silêncio no depoimento. Esse tipo de salvaguarda é concedido, geralmente, a quem está sendo investigado pelo colegiado, mas a médica vai depor na condição de testemunha.

A secretária também solicita que seja tratada com “urbanidade” e que possa levar os advogados.