4 de dezembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Cartão CRIA alcança a marca de 100 mil famílias em Alagoas

Com repasse mensal de R$ 100 para gestantes e crianças até 6 anos de idade em situação de vulnerabilidade social, benefício injeta recursos na economia local e se configura o maior programa estadual de transferência de renda do Brasil

Governo do Estado pretende atingir até de 180 mil famílias com o programa. Foto: Felipe Brasil

O Cartão CRIA acabou de alcançar a marca de 100 mil famílias alagoanas cadastras no maior programa estadual de transferência de renda do Brasil.

Isso significa que, em Alagoas, gestantes e crianças, que vivem em situação de vulnerabilidade social, agora recebem o benefício mensal de R$ 100 reais para garantir mais cuidados com o desenvolvimento durante a primeira infância.

Lançado em fevereiro deste ano, como uma das ações do Programa CRIA – Criança Alagoana, o Cartão CRIA está presente em todos os municípios alagoanos, nas casas das famílias que possuem em sua composição gestantes e crianças com até 6 anos, além de crianças portadoras da síndrome do Zika vírus.

O recurso é garantido desde a gestação até a criança completar 6 anos, e está sendo utilizado para compra de alimentos, proporcionando uma melhor nutrição na fase mais importante do desenvolvimento infantil.

Com o repasse direto do valor de R$ 100 reais por família, o Cartão CRIA também faz uma injeção de recursos na economia dos municípios, especialmente dos pequenos negócios.

Cuidados

“O programa CRIA existe para que a nova geração de alagoanos cresça com mais saúde e ganhe qualidade de vida. O cartão é um desses suporte do desenvolvimento infantil e envolve a garantia de uma alimentação básica, que, infelizmente, ainda falta para muitas famílias”. Renata Calheiros, primeira-dama e coordenadora do programa CRIA.

Para a coordenadora do CRIA, a garantia do recurso fixo de R$ 100, pago diretamente às mamães, proporciona autonomia para gastar com alimentos, ou mesmo outros produtos e medicamentos básicos, e para cuidados na gestação e dos bebês.

“O cartão é o básico, o apoio inicial, e o Programa CRIA amplia esses cuidados com a primeira infância através de outras ações; como construção do Hospital da Criança, Creches, Casas de Parto Humanizados e a entrega das Praças do CRIA, voltada exclusivamente para o lazer das crianças”. Renata Calheiros.

A meta do Governo do Estado é alcançar as 180 mil famílias com gestantes e crianças que se enquadram no perfil de pobreza e extrema pobreza em Alagoas.

Para dar celeridade ao processo de cadastro, a Secretaria de Assistência Social e Desenvolvimento (SEADES) está realizando mutirões em bairro de Maceió, para facilitar o acesso ao cadastro e realizar busca ativa por essa beneficiária. O cadastro no cartão nas cidades do interior está sendo feito nos Centros de Referência da Assistência Social (CRAS).

Para celebrar esse número tão importante para o desenvolvimento humano de Alagoas, será realizado um evento no próximo dia 29, às 10h, no Centro de Convenções.

Além de beneficiárias, irão participar prefeitos e equipe técnica, que atuaram em parceria com o Governo para realizarem o cadastro e garantir esse direito tão importante para a correção da distorção social no estado.