21 de outubro de 2020Informação, independência e credibilidade
Maceió

Cleber Costa classificou PL do Iprev como autoritária, imoral e monocrática

Vereador votou contra Projeto de Lei que suspende dívida com a previdência em Maceió

Na tarde desta quinta-feira (8), durante sessão ordinária realizada na Câmara Municipal de Maceió, o vereador Dr. Cleber Costa (PSB) participou da votação sobre o pagamento ao Instituto de Previdência dos Servidores Públicos do Município de Maceió (IPREV).

A proposta da Prefeitura de Maceió, que foi aprovada na Câmara após 14 votos da bancada da Prefeitura contra sete votos da oposição, incluindo Cleber Costa, contra o Projeto de Lei,  é de suspender o recolhimento das contribuições previdenciárias patronais ao IPREV entre os meses de março e dezembro com a justificativa de que a pandemia do novo Coronavírus teria prejudicado os cofres públicos.

Durante a votação, Cleber Costa foi contra o Projeto de Lei do município que foi a plenário. Para ele, a aprovação desse projeto é um desrespeito com os servidores públicos de Maceió.

“Apesar da maioria dos vereadores ser da bancada do prefeito Rui Palmeira, eu fiz minha parte e votei em favor daqueles que são braços e pernas do município, estando na linha de frente das necessidades de Maceió”. Cleber Costa.

Ainda em plenário, o vereador classificou o encaminhamento do Projeto de Lei à Casa como autoritário, imoral e monocrático. “Nós não tivemos a oportunidade de discutir porque ele veio em regime de urgência”, explicou Cleber.

Ele também afirmou que a proposta é contraditória porque o que foi arrecadado no mesmo período do ano passado é inferior ao mesmo período de 2020, ano em que a Prefeitura de Maceió alegou prejuízo nos cofres do município.

“O Portal da Transparência mostrava também que havia recurso em caixa no município de Maceió”. Cleber Costa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.