25 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Brasil

Com Bolsonaro em Davos, Mourão assume presidência

É a primeira vez que um general ocupará o posto desde o fim da ditadura militar, em 1985

Pela primeira vez, o vice-presidente, general Hamilton Mourão, exercerá a Presidência da República. Bolsonaro deve chegar a Zurique, na Suíça, nesta segunda-feira (21) por volta das 14h30. E ele disse estar honrado:

É a primeira vez que um general ocupará o posto desde o fim da ditadura militar, em 1985.

Da mesma forma, primeira viagem internacional do presidente Jair Bolsonaro, que apresentará em Davos, no Fórum Econômico Mundial, na Suíça, uma série de temas que vão desde a abertura da economia, ao combate à corrupção, à preservação da democracia no Brasil e na América Latina. O presidente deve retornar ao Brasil na madrugada de sexta-feira (25).

Mourão

Curiosamente, Bolsonaro  o vice-presidente Hamilton Mourão tornou-se a principal ponte de políticos e empresários ao comando do Poder Executivo. Ele virou uma espécie de ouvidor do novo governo no momento em que o presidente precisa se dedicar a questões administrativas, e o ministro da Economia, Paulo Guedes, dedicado às reformas estruturais.

Pelo gabinete do vice-presidente, passaram na primeira quinzena deste mês industriais, embaixadores e parlamentares. Nas audiências, segundo relatos de presentes, Mourão mais escuta do que opina e se compromete a levar as questões ao presidente.

Na manhã desta segunda-feira, Mourão se reúne com Miguel Angelo da Gama Bentes para discutir projetos de mineração estratégica. À tarde, o presidente em exercício tem encontros com os embaixadores da Alemanha, Georg Witschel, e Tailândia, Susarak Suparat.

Em seguida, Mourão se reúne com o coronel Hélcio Bruno de Almeida cujo currículo o descreve como especialista em defesa e segurança com atenção no combate ao terrorismo. Depois, ele se encontra com dois generais.