26 de outubro de 2020Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Comitê Científico: Pandemia já atingiu pico em AL, mas pode voltar a crescer

A partir do dia 20 de julho, observou-se um aumento considerável na média semanal de casos confirmados

Segundo o mais recente estudo do Comitê Científico de Combate ao Coronavírus do Consórcio Nordeste, divulgado na terça-feira (11), a pandemia de Covid-19 já atingiu o pico em Alagoas, assim como em outros 5 estados do Nordeste.

Entretanto, deste grupo, em Alagoas, Paraíba e Pernambuco há a possibilidade do número de casos voltar a crescer.

“Durante boa parte do mês de julho houve uma tendência de queda de casos diários e hospitalizações no estado, além de decrescimento suave no número de óbitos. No entanto, aproximadamente a partir do dia 20 de julho, observou-se um aumento considerável na média semanal de casos confirmados que não corresponde a um aumento na testagem realizada”. Trecho do Boletim do Comitê Científico de Combate ao Coronavírus do Consórcio Nordeste.

na projeção futura no intervalo de confiança da curva aparece uma tendência de estabilização ou até um possível crescimento de casos diários para as próximas semanas

O número de óbitos está decaindo praticamente em todos os estados, o que pode parecer contraditório, pois o risco pandêmico continua alto nos estados. Isso pode ser explicado em função da melhoria dos sistemas hospitalares.

gráficos indicam que um pico de hospitalizações ocorreu em junho e acusam tendência de queda para as próximas semanas, se não houver mudanças no ritmo de contágio

À medida que os casos foram ocorrendo, os procedimentos médicos foram sendo atualizados e, consequentemente, a aprendizagem sobre o tratamento da pandemia foi se aperfeiçoando, acarretando a diminuição de óbitos.

Um pico de óbitos já ocorreu e há uma tendência de decaimento de óbitos diários para as próximas semanas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.