16 de outubro de 2020Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Concessão de incentivos garante expansão hoteleira em Alagoas e mais 400 empregos

Em implantação em Maceió e Maragogi, mais dois hotéis receberam incentivos fiscais do Governo do Estado na última semana

A infraestrutura hoteleira é um dos maiores diferenciais de um destino turístico. Neste sentido, Alagoas segue se destacando a nível nacional e internacional, agora com mais dois grandes hotéis em construção sendo impulsionados com incentivos fiscais concedidos pelo Conselho Estadual do Desenvolvimento Econômico e Social (Conedes).

O Maceió Mar Hotel All Inclusive Resort, da MME Empreendimentos, a ser instalado na praia de Ipioca, litoral Norte de Maceió, e o Maragogi Brisa Resort, do grupo Brisa, em construção na Praia de Antunes, em Maragogi, tiveram incentivos fiscais aprovados na última reunião do Conselho, realizada na sexta-feira (14) passada.

Grandiosos, os empreendimentos hoteleiros proporcionarão ao estado mais 1.200 leitos, gerando juntos mais de 400 empregos diretos, e movimentam sozinhos R$ 98 milhões de reais.

Em janeiro deste ano, o governador Renan Filho e o secretário do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito, realizaram uma visita técnica às obras do Maceió Mar Hotel All Inclusive Resort, em Ipioca.

À frente da MME Empreendimentos, Milton Vasconcelos afirma que os incentivos concedidos pelo Governo são fundamentais para novos investimentos.

“Receber o incentivo do Governo de Alagoas é saber que temos na atual gestão o compromisso com o desenvolvimento e geração de emprego e renda. A taxa de retorno de um investimento hoteleiro é de no mínimo de 8 anos. O empreendedor se expõe a um grande risco. Então, receber esse benefício é fundamental para consolidar o investimento. É importante que o setor público tenha essa visão para atrair cada vez mais empresas para nosso Estado”. Milton Vasconcelos .

Concedendo incentivos fiscais, o Governo do Estado abre mão de arrecadar impostos estaduais, como o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Servições (ICMS) fixo referente a máquinas e equipamentos do empreendimento até 2032, de acordo com a Lei Complementar 160 do Conselho Nacional de Política Fazenda (Confaz).

O benefício leva em consideração a importância econômica do empreendimento, que gera emprego e renda para a população local, como explica o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Rafael Brito.

“Está é mais uma das ações arrojadas para promover o desenvolvimento econômico do estado. Temos uma das políticas de atração mais bem sucedidas do país e não iríamos deixar o turismo, uma das molas propulsoras da nossa economia, fora dela. Estes dois grandes empreendimentos hoteleiros enriquecem o turismo no nosso estado, localizados em pontos estratégicos do nosso litoral, gerando emprego, oportunidade de renda e qualidade de vida a centenas de alagoanos, tanto na capital como no interior”. Rafael Brito. 

Atualmente, Alagoas conta com 36 mil leitos de hotéis em todo o estado, com uma das redes hoteleiras mais modernas e diversificadas do país. Ao todo, são sete hotéis em construção em todas as regiões turísticas alagoanas atualmente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.