26 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Blog

Confraternização do Gabi tem racha e sobra ‘dedão’ para avó do Considerado

Magistrado estraçalha comensais e manda tudo “sifu”…

A depressão voltou a incomodar o Considerado.  Nosso amigo  está tentando entender o que houve de fato com os membros do grupo do “Gabi” (abreviatura de Bar do Gabiru).

É um grupo de WhatsApp que ele participa formado por uma verdadeira “alcatéia”. Pra começar tem um lobo, mais conhecido como “Purê. Depois tem Peixe-boi, Pequeno Pônei (PP), Batoré, Jerico Maravilha, Cobra Coral, Belleboi, Dedé Papada, Bill Arapiraca e Cururu  Zoião. Esta é a ala mais light.

A turma mais hard é formada por Pastor dos Ovos, Coleguinha Dedão, Braço de Pistola, Silvio Paizinho, Rui Caceteiro, Manguito, Língua Colada, Magistrado, Delegado Dedo Fino, Juiz Falador, Corregedor do Toroca, Fumacê, Moto Serra e Portuga do Azeite. Pense num time…

Eis um grupo que costuma frequentar três bares da capital com assiduidade não permitida pelas suas mulheres. Ora é o próprio bar do Gabiru, no Aldebaran, ora o Bar do Lula Manguito, atrás do Cepa, e o Grutinha.

O problema é que neste final de ano o grupo tentou fazer umas confraternizações em cada bar, mas só deu confusão. Foi briga para todo lado.

A primeira começou com o Pequeno Pônei. Ele cria umas galinhas na parte alta da cidade e o Peixe Boi pediu a chave do terreno. Disse-lhe que havia ganhado um saco de milho e não tinha o que fazer com o presente e resolveu levar para as galinhas do amigo. Recebeu a chave e se mandou. Lá chegou apenas com 1 quilo de milho e um sujeito chamado “Tô acordado”. Pegaram 12 galinhas do Pônei  e andaram fazendo a farra na casa de amigos, dizendo que havia entrado de sociedade em uma granja.

O dono só descobriu depois que foi convidado para um banquete de “galináceos” na conveniência do Posto Jardins, mais conhecido como “Pontão”, propriedade do Bill Bezerros de Arapiraca. Só assim soube que tinha um sócio que lhe roubava as galinhas e convidava a turma para fazer a festa. Nesse dia PP relinchou alto e voou pés de galinhas pra todos os lados.

Caviar de salmão

A confusão maior foi entre o Magistrado, Pastor dos Ovos, Dedé Papada e o próprio PP. Tudo por que os três últimos combinaram uma festa no grupo entre os três e não convidaram o douto magistrado.

Iriam beber uísque Chivas Regal, 18 anos, Lagostim flambado no próprio uísque, Camarão  gratinado na concha de ostra e para fechar uma degustação de caviar de salmão da Rússia. Receita criada pela avó de Wladimir Lênin, 15 anos antes da revolução russa.

Ao ver o cardápio o Magistrado ficou possesso: -Olhem, os convites pessoais se não for muito sacrifício poderão ser feitos no privado. Salvo se o objetivo for demonstrar que os demais não são bem-vindos.

Dito isto, o Magistrado foi para casa e não contente gravou uns áudios e disparou contra os três comensais, que ainda discutiam se se reuniriam na casa de PP ou do Papada.

O Magistrado, após umas Baden-Baden, não perdoou: -Esse cabras sem vergonha, filhos da puta que ficam se convidando um pra ir à casa do outro deviam ir se lascar. Vai se fuder porra!

Foi o bastante para o grupo rachar. Pastor e PP saíram do grupo. Papada disse que ficaria para ver quem ia falar mal de quem.

-Agora me diga vó tem jeito uma coisa dessas?

Dona Nildinha olhou para o neto com desdém e despachou:

– Tem sim. Saia do grupo também.

Mas vó, são meus amigos…

-Meu filho, aí na verdade tem um monte de corno e de brocha que vive de bar em bar.

A senhora não pode falar que vive lá no puteiro do carvão com o Fumacê.

-Vivia. Já deixei.

-O que houve?

-O Zé Fumacê entrou em liquidez…

-Como assim?

-Pergunte ao Dr. do  Dedão que ele lhe explica.

– Quero saber não…

-É bom mesmo. E olhe vá pra casa da sua mãe que eu vou receber visita.

-Quem?

– Coloquei um champanhe pra gelar que o Dr. Dedão vem fazer uma consulta especial aqui em casa.

-Vó a senhora é uma galinha.

-É? Mas, não entro em depressão por um grupo de bundão.

-Verdade. A senhora gosta mesmo é de um dedão sem vaselina.