23 de setembro de 2020Informação, independência e credibilidade
Blog

Contra a burrice? Faço parte do grupo de vacinados, sim!

Bolsonaro e as crias voltaram a nos obrigar a trocar as cotonetes por papel higiênico na hora de limpar os ouvidos.

O assunto agora é a vacina contra a Covid-19. De acordo com o mandatário da Nação, ninguém pode ser obrigado a se imunizar contra o novo coronavírus.

Sim, a tal gente estúpida pode sabotar medidas sanitárias que visem a eliminar um vírus que já causou muito prejuízo no mundo inteiro, não apenas materiais.

A abobrinha presidencial contradiz a Lei de nº 13.979, de 6 de fevereiro deste ano, que dispõe sobre as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrentes da doença.
Ela torna vacinação compulsória, entre outras medidas profiláticas. Clique AQUI para ler o ato presidencial.

O besteirol foi reproduzido pelos puxa-sacos da Secom e pelo deputado Dudu Bananinha. Segundo o “03”, toma a vacina quem quiser. “Isso é liberdade. Não é o papai Estado que vai te impor decisões sobre sua vida (ao menos o Estado federal)”. Veja:

Será que isso vale para o uso de maconha para fins medicinais? Ou para o aborto, cujo Estado, sob a gestão do pai dele, quer dificultar ao máximo, mesmo nos casos previstos legalmente?

Os “pró-nascimento” podem tentar relinchar que no caso do aborto estaria em jogo a “vida” de um bebê. Outra contradição, já que o não uso da vacina é uma sabotagem ao combate contra uma doença que já matou mais de 120 mil brasileiros. Essas vidas não importam?

Hipócritas e assassinos!

Seguem cegamente um político forjado nas mentiras, um negacionista anti-ciência que contraria a inteligência e o bom senso para posa de antiestablishment.

Um político que antes de chegar à Presidência passou 30 anos dentro do sistema e ainda incluiu os filhos na mamata.

Aí, é outro assunto. Mas é uma pena que ainda não existe vacina contra a burrice. Tem tratamento, mas, quando a questão envolve o caráter, a cura é muito mais difícil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.