29 de novembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Justiça

Covid-19: Juíza determina que hospital divulgue resultados de Bolsonaro e sua comitiva

Hospital das Forças Armadas precisa apresentar nomes ao Governo do DF

A juíza Raquel Soares Chiarelli, da 4ª Vara da Justiça Federal em Brasília, determinou nesta sexta (20) que o Hospital das Forças Armadas (HFA) apresente ao Governo do Distrito Federal a lista de pacientes cujos testes para detectar o novo coronavírus deram positivo, para assim, eliminar qualquer dúvida sobre a veracidade da afirmação do presidente, que diz ter testado negativo.

Integrantes da comitiva do presidente Jair Bolsonaro em viagem aos Estados Unidos, entre eles o próprio mandatário, fizeram exames por meio de amostras colhidas pela equipe do HFA, mas, segundo a Secretaria de Saúde do DF, a unidade vem sonegando dados sobre os resultados.

A decisão, de caráter liminar (provisória), se deu em ação ajuizada pelo Governo do DF. Em caso de descumprimento de sua ordem, a magistrada fixou multa diária de R$ 50 mil, a ser aplicada ao diretor do hospital, por paciente cujos dados forem omitidos.

Sempre de máscaras e sem mostrar seus resultados, Bolsonaro levanta suspeitas sobre ter sido infectado ou não. E o pior: segue fazendo pouco caso do Covid-19, dizendo se tratar apenas de uma gripezinha.

O diretor do Hospital das Forças Armadas (HFA) em Brasília, General Rui Yutaka Matsuda, já disse que o resultado dos exames do presidente Jair Bolsonaro para coronavírus é um documento pessoal e que quando o hospital recebe do laboratório Sabin o envelope vem lacrado.

“Não sei (se será divulgado). Isso é pessoal dele. Nem nós podemos (divulgar), porque quando mandamos para ele não sabemos. Mandamos num envelope lacrado e é ele que abre”. General Rui Yutaka Matsuda, diretor do Hospital das Forças Armadas.

Clique para imprimir(abre em nova janela)Clique para compartilhar no Facebook(abre em nova janela)Clique para compartilhar no Twitter(abre em nova janela)Clique para compartilhar no Pinterest(abre em nova janela)Clique para compartilhar no WhatsApp(abre em nova janela)

Exame negativo?

O presidente Jair Bolsonaro afirmou no mesmo dia que há mais quatro casos confirmados de coronavírus entre seus assessores que estavam na comitiva que viajou com ele para os Estados Unidos.

Com isso, sobe para 23 o número de pessoas que estiveram com o presidente nos Estados Unidos na viagem no início de março. Apesar de ter tido contato com essas pessoas, Bolsonaro afirmou que manterá sua rotina de trabalho no Palácio do Planalto, e que pode fazer novos testes.

“Fiz dois testes. Talvez faça mais um porque eu sou uma pessoa que tenho contato com muita gente. Talvez receba orientação médica.”. Jair Bolsonaro, presidente.

Bolsonaro ainda levantou a hipótese de ter sido contaminado pelo vírus e não ter descoberto:

“Aqui em casa, toda a família deu negativo. Talvez, eu tenha sido infectado lá atrás e nem fiquei sabendo. Talvez. E estou com anticorpo”. Jair Bolsonaro.

Originalmente, a história foi de que saiu positivo o primeiro teste para constatar infecção pelo novo coronavírus no presidente. As informações são da coluna Esplanada, do jornalista Leandro Mazzini, e até mesmo da Americana Fox News, que disse ter como fonte o filho do presidente, Eduardo Bolsonaro.