21 de janeiro de 2022Informação, independência e credibilidade
Mundo

Covid: Mulher ganha na justiça direito de tratar o marido com Ivermectina e ele morre

Keith Smith piorou de saúde após tomar 3 doses do remédio que trata sarna de animais.

Darla e Keith: Ivermectina foi inútil no tratamento da Covid

Um homem de 52 anos  testou positivo para a Covid-19 e sua mulher ganhou na justiça o direito de tratá-lo com Ivermectina.  Só que ele piorou de saúde, após tomar três doses do remédio. Resultado: o homem morreu no domingo, 12 de dezembro.

O caso viralizou no mundo. Americano, ele havia sido diagnosticado com COVID-19 em 10 de novembro.  Keith Smith era casado com a senhora Darla Smith.

Justiça – Como a droga é proibida para o tratamento do coronavírus em hospitais nos Estados Unidos devido sua ineficácia contra o vírus e os riscos comprovados para o corpo, a mulher entrou com um processo judicial para que o hospital pudesse administrar o medicamento em seu marido. Ela venceu.
O juiz do Tribunal do Condado de York decidiu que não poderia obrigar o hospital a tratar o paciente com ivermectina, mas permitiu que a mulher chamasse um médico independente para administrar a droga em Keith Smith. Assim foi feito. Mas, o marido foi a óbito.
A ivermectina é um medicamento antiparasitário, administrado principalmente em animais para tratar sarna e outras doenças. Ele não é utilizado contra a COVID-19 e é comprovadamente ineficaz contra a doença.