30 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Crea se reúne com Seplag para evitar extinção da Serveal

Conselho ficou de analisar saídas que possam evitar o fim da empresa, sugerindo uma nova estrutura para a engenharia estadual

A reconsideração da extinção da empresa de Serviços de Engenharia de Alagoas S/A (Serveal) pode ocorrer por parte do Poder Executivo. Este foi o resultado da reunião, realizada nesta sexta-feira (29), entre o presidente do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Alagoas (Crea-AL), Fernando Dacal e o secretário de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio (Seplag), Fabrício Marques.

A reunião entre as partes ocorreu após o presidente Fernando Dacal ter procurado o governador Renan Filho, demonstrando preocupação sobre a recente decisão. Renan solicitou que a Seplag tivesse uma reunião técnica com o Crea para discutir saídas.

Durante o encontro, Dacal defendeu que o Governo Estadual não pode perder uma empresa tão importante para o desenvolvimento. Por isso, foram pontuadas entre os gestores do Crea e da Seplag, alternativas técnicas que propõem resgatar a credibilidade da engenharia estadual.

“Sei das dificuldades econômicas que estamos passando, mas a manutenção do serviço de engenharia significa muito para a credibilidade e o progresso de Alagoas. Precisamos discutir novos moldes para a empresa. Assim o serviço público e a engenharia são valorizados”. Fernando Dacal, presidente do Crea-AL.

Segundo o secretário Fabrício Marques, é inviável para os cofres públicos a manutenção do órgão como está hoje.

“São gastos R$ 15 milhões por ano só com o pessoal. Precisamos de uma racionalidade econômica para garantir a continuidade da Serveal”. Fabrício Marques, secretário de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio.

Ao fim do encontro, o secretário ficou de aguardar um retorno do Crea, que irá analisar, com a participação das entidades ligadas a engenharia, alternativas que busquem reestruturar, considerada ideal para a empresa de engenharia estadual. A proposta deve abrir uma nova rodada de negociações.

Fechamento

Os funcionários do Serveal deram de cara com as portas do prédio onde trabalham lacradas, há duas semanas (15). Dois dias antes, o Governo do Estado, detentor de 96% das ações, havia anunciado a liquidação da empresa.

De acordo com o Governo, os funcionários da empresa teriam seus direitos trabalhistas assegurados e os compromissos com fornecedores serão honrados.

O Serveal é responsável pela realização de planejamentos, fiscalização, avaliações imobiliárias, e estudos de engenharia e arquitetura no Estado, sendo uma empresa de administração indireta.