24 de setembro de 2020Informação, independência e credibilidade
Maceió

Defesa Civil analisa se rachaduras provocadas pela Braskem chegaram ao Farol

Instabilidade de solo com extração de sal-gema já afeta os bairros Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto

Equipes do Cimadec farão levantamento no bairro do Farol. Foto: Ascom Defesa Civil

A Defesa Civil de Maceió inicia na manhã desta quinta-feira (10) levantamentos no bairro do Farol para analisar se o aparecimento de rachaduras em alguns imóveis tem relação com a instabilidade de solo que afeta os bairros Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto, provocados pela atividade de mineração da sal-gema, realizadas pela Braskem.

Os levantamentos iniciais consistem na análise das edificações que apresentam rachaduras e imóveis circunvizinhos, para identificar possíveis feições e suas continuidades.

“A intenção desses levantamentos é investigar se o fenômeno está se estendendo para outras áreas. Investigar se as fissuras e fraturas identificadas estão associadas à instabilidade de solo que afeta os bairros do Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto ou não”. Antonioni Guerrera, geólogo do Centro Integrado de Monitoramento e Alerta da Defesa Civil (Cimadec).

Durante os trabalhos, as equipes da Defesa Civil de Maceió podem entrar em casas cujo atendimento não foi solicitado ou agendado.

“Estaremos nesta quinta-feira na Rua Tenente Antônio de Oliveira, no Farol, com todos os profissionais identificados com o colete da Defesa Civil e em carro plotado. Estamos com agendamento para analisar os imóveis cujos proprietários solicitaram vistoria e pode haver necessidade de analisar casas vizinhas para entender o problema e colher informações necessárias para o trabalho”. Dayvisson Rodrigues, engenheiro civil do Cimadec.

A investigação para saber se o fenômeno tem relação com o problema identificado no Mapa de Setorização de Danos e de Linhas de Ações Prioritárias levará em consideração os levantamentos de campo e os dados de monitoramento.

Os dados serão ainda compartilhados com a CPRM, órgão federal dá suporte nas ações de monitoramento realizadas pela Defesa Civil de Maceio, para que sejam analisados e, por fim, ser emitido parecer.

Atualizado em junho de 2020, mapa mostra pontos afetados nos bairros Pinheiro, Mutange, Bebedouro e Bom Parto

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.