27 de novembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Maceió

Defesa Civil de Maceió determina que Braskem suspenda perfuração em área de tremor

Desde a confirmação do evento sísmico, técnicos do órgão estão monitorando a situação e já se reuniram com representantes da mineradora

Defesa Civil de Maceió apresentou maiores informações durante coletiva de imprensa. Foto: Ronald Luca / Secom Maceió

A Defesa Civil de Maceió determinou a interrupção dos trabalhos de perfuração de responsabilidade da mineradora Braskem na área das minas que estão sendo preenchidas no bairro do Mutange.

A decisão ocorre após a confirmação de um evento sísmico ocorrido na manhã desta sexta-feira (4). Técnicos da Braskem foram convocados para uma reunião na sede do órgão.

Leia mais: Defesa Civil confirma abalo sísmico a 200 metros de profundidade no Mutange

De acordo com os sismógrafos e aparelhos de DGPS, que compõem a rede de monitoramento desses bairros, o evento ocorreu próximo ao prédio do Hospital Psiquiátrico José Lopes, onde a mineradora Braskem, apontada pelo Serviço Geológico do Brasil como causadora do afundamento do solo, realiza o trabalho de preenchimento das cavidades dos poços.

Durante uma reunião, que ocorreu na tarde de hoje, os técnicos da mineradora afirmaram para a Coordenação da Defesa Civil de Maceió e do Gabinete de Gestão Integrada para a Adoção de Medidas de Enfrentamento aos Impactos do Afundamento dos Bairros (GGI dos Bairros) que duas das atividades desenvolvidas pela empresa para o preenchimento das minas podem ter provocado o evento.

Defesa Civil de Maceió se reuniu com técnicos da Braskem na tarde desta sexta-feira (5). Foto: Erik Maia

Os técnicos da Braskem explicaram que equipes estavam perfurando um dos poços, que está a aproximadamente 700 metros de profundidade, para poder proceder com o preenchimento das cavidades, ação que ocorre numa cavidade vizinha.

A segunda hipótese é de que um tubo que era usado na extração de sal-gema, que estava dentro da cavidade, pode ter se deslocado e provocado o sismo. As atividades poderão ser retomadas após a conclusão de estudos adicionais sobre o evento.

Os equipamentos apontam ainda que não houve registro de movimentação de solo em outros pontos dos bairros afetado. Ainda de acordo com o Cimadec, o que os moradores dos bairros sentiram foi reflexo desse tremor.

Equipes de Brigadistas e da Diretoria Operacional da Defesa Civil de Maceió estão realizando rondas e vistorias nas regiões próximas do local do epicentro do evento e das áreas no entorno do Mapa 04 de Linhas e Ações Prioritárias.