25 de outubro de 2021Informação, independência e credibilidade
Brasil

Demitido por fake news, Alexandre Garcia pergunta na Jovem Pan: ‘quem estabelece o que é falso?’

Jornalista que abusava do negacionismo em seu quadro “Liberdade de Opinião” na CNN deve ter as portas abertas na Jovem Pan, RedeTV! e Terça Livre

Em sua primeira entrevista após ser demitido da CNN Brasil, após ser corrigido ao vivo diversas vezes por suas mentiras no quadro “Liberdade de Opinião”, Alexandre Garcia criticou na Jovem Pan a mídia como um todo. E disse que fake news é uma ‘ invenção para carimbar nas pessoas que contrariam aquilo que eles acham que tem que ser o pensamento dogmático’:

“Em 50 anos de jornalismo, em 80 anos de vida, eu nunca vi uma situação como essas, em que se estabelece o que é falso e o que não é. Mas quem estabelece?” Alexandre Garcia, no “Pingos nos Is” da Jovem Pan.

O jornalista levantou a bola e ele mesmo deu a resposta que quis, culpando o livro 1984. ‘Leu na cartilha, teve a cabeça sequestrada por algum professor e resultou nisso. Infelizmente, é isso que estamos vivendo’, afirmou Garcia, incomodado com o silêncio para a “defesa da liberdade de expressão”.

Leia mais: Alexandre Garcia apagou centenas de vídeos em que desinforma e mente sobre Covid-19

E como não poderia deixar de ser, seguiu com sua “cartilha” afirmando que este novo modelo faz parte do “desespero” dos grupo de comunicação, que passaram a receber menos dinheiro do governo Bolsonaro:

“É resultado de um tipo de desespero, de muita gente que perdeu a oportunidade de receber dinheiro do governo através de verbas polpudas que compravam muitas publicações, muitas pessoas, Tem 1.000 dias de abstinência, essa abstinência faz roncar o estômago e as bocas, é uma reação, um desespero. Antes era mais fácil. Não precisava de talento, não precisava se ater aos fatos”. Alexandre Garcia.

Garcia foi demitido por sua insistência em defender o tratamento precoce, exaltar os experimentos da Prevent Senior (que a CPI revelou ser altamente irregular e fora da lei) e até mesmo afirmar que jovens “não precisariam tomar a vacina segundo as estatísticas”.

Vale constar que, no início do ano, Garcia apagou e escondeu centenas de vídeos produzidos por ele em seu canal do YouTube, que tem mais de 1,8 milhão de seguidores. Ele já havia lucrado quase R$ 70 mil com notícias falsas.

Portas abertas

Apesar de demitido por ser negacionista e mentiroso (ou insistir em propagar informações que ele sabe serem incorretas), Garcia não deve ficar muito tempo desempregado.

Apreciado por um certo círculo político, o jornalista de 80 anos está com as portas abertas em pelo menos três outros veículos: A Jovem Pan, onde deu essa entrevista ontem (30), a RedeTV! e o blog Terça Livre.

Demitido uma semana atrás pela CNN Brasil, o milionário jornalista Alexandre Garcia, 80 anos, não precisará nem entrar com pedido de seguro-desemprego: ele já tem vaga assegurada em pelo menos três veículos de comunicação, caso se interesse.Além da Jovem Pan, a RedeTV também tem interesse em tê-lo em seus quadros, além de outros veículos bolsonaristas como o “Terça Livre”.

Leia mais: Giuliana Morrone diz que Alexandre Garcia está ‘gagá, tipo Regina Duarte’

Nome mais ilustro do bolsonarismo, o jornalista foi porta-voz do último presidente militar, João Batista de Figueiredo. Depois disso foi comentarista da TV Manchete e da Globo, onde trabalhou por mais de 30 anos. Atualmente escreve no jornal “Gazeta do Povo”.