29 de maio de 2022Informação, independência e credibilidade
Cotidiano

Desmaios mostrados em vídeo não foram provocados por vacina

Conteúdo falso reúne vários recortes de vídeos com afirmações baseadas em teorias conspiratórias; maior parte dos casos ocorreu antes de 2019

Circula nas redes sociais um vídeo com diversos recortes de pessoas desmaiando, situação que seria provocada por mal súbito, supostamente um efeito adverso da vacina contra a Covid-19.

As informações são falsas. O conteúdo foi editado com vários vídeos antigos de ocasiões distintas com ideias conspiratórias na legenda e narração.

A compilação de vídeos apresenta mais de 30 registros de desmaios em cerca de 4 minutos. Em todos eles aparecem pessoas que desmaiam, caem e até sofrem acidentes. A legenda do vídeo relaciona todos os casos a efeitos adversos da vacina contra Covid-19.

A narração conspiratória afirma ainda que as metas da Agenda 2030, da ONU, estariam por trás de um suposto complô que utilizaria a vacina para, entre outras coisas, reduzir a população global.

As informações são falsas. Os vídeos são recortes de situações ocorridas em tempos diferentes, alguns deles ficcionais ou mesmo anteriores à existência da Covid-19. Já as metas da agenda da Organização das Nações Unidas são públicas e não se relacionam em nada com o conteúdo falso.

Duas imagens, por exemplo, foram retiradas do clipe “Fine” lançado em 2019 pelo cantor Mike Shinoda. Outro vídeo mostra uma apresentadora de TV que desmaia ao vivo, mas o fato aconteceu em 2008.

Um dos vídeos mais recentes foi o de um criador de conteúdo que cai dentro de um metrô, mas a situação se tratou de uma pegadinha. Os outros vídeos foram contextualizados pelo serviço de checagem do Estadão.

Vários conteúdos falsos circulam na internet para tentar relacionar casos de mal súbito como efeitos colaterais das vacinas contra Covid-19.

Uma peça bastante conhecida foi a que mostrou atletas que teriam sofrido desmaio durante um jogo, após tomar a vacina. Outro conteúdo enganoso popular no Brasil foi criado após o desmaio ao vivo do apresentador Rafael Silva, do SBT Minas Gerais. A ideia do caso ter relação com a vacina foi desmentida.

As afirmações sobre as metas e objetivos da Agenda 2030 da ONU também são falsas.

A organização intergovernamental criada para promover a cooperação internacional informa no site oficial as verdadeiras metas do plano global. São 17 objetivos de desenvolvimento sustentável e 169 metas para erradicar a pobreza e promover a vida digna da população. Nenhuma das supostas metas citadas pelo conteúdo falso está presente na lista.