21 de junho de 2021Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Duplicação de rodovias em Alagoas fortalecem o turismo, diz Renan Filho

Estado tem mais de 150 KM de rodovias duplicadas e a melhor malha viária do Nordeste

Renan Filho assina a ordem de serviço da duplicação da estrada da Garça Torta até Barra de Santo Antonio

O avanço das obras de duplicação abre caminho para que Alagoas se transforme no Estado com a melhor infraestrutura viária voltada ao turismo do Nordeste brasileiro.

Esta é a visão do governador do Estado, Renan Filho (MDB), durante a assinatura da ordem da ordem de serviço para a duplicação da AL-101 Norte, no trecho entre a Garça Torta, em Maceió, e a Barra de Santo Antônio, evento realizado nesta quarta-feira, 2.

Segundo ele, duas obras impactarão muito positivamente a economia do Estado: uma é o saneamento da região metropolitana de Maceió, que traz uma externalidade muito positiva para o fortalecimento do turismo e a chegada de novos investimentos; e a outra é a duplicação para o Norte, que é a nossa principal vitrine do turismo, ao lado da capital

Com 28 quilômetros de extensão, o trecho duplicado a ser implantado funcionará como Via Expressa, afastando-se da estrada existente, que se transformará em via local e receberá obras de urbanização. Dessa forma, o traçado do novo segmento difere do trecho já duplicado da AL-101 Norte – entre a Escola Fazendária e a Garça Torta, que segue paralelamente à via existente.

“A partir da Garça Torta, o trecho segue paralelamente, mas por cima. A via existente será uma via de charme, diferente da duplicação. Ela vai continuar, mas nós vamos urbanizar todos os trechos que têm densidade considerável, a exemplo de Ipioca, Pescaria, Paripueira; isso na parte baixa, que a gente está licitando. Hoje, a ordem de serviço é para a via que vai interligar a Garça Torta, por cima, até a Barra de Santo Antônio, porque assim livra de desapropriações para que a gente possa fluir com essa obra”, explicou Mosart Amaral.

A assinatura da ordem de serviço foi realizada no Auditório Aqualtune, em solenidade restrita, obedecendo aos protocolos sanitários estabelecidos contra a Covid-19 e com transmissão pelas redes oficiais do Governo do Estado. Na ocasião, Renan Filho recordou que ao assumir a gestão, Alagoas só tinha 30 km de estradas duplicadas.

“Agora, já são quase 150 km duplicados e, em médio prazo, cerca de um ano e meio a dois anos, Alagoas vai ter 450 km de rodovias duplicadas. Isso será um grande avanço para o Estado, para a segurança das pessoas e para a recepção de novos investimentos”, projetou Renan Filho que, na próxima segunda-feira (07), assina mais uma ordem de serviço, desta feita para a duplicação de Arapiraca a Delmiro Gouveia, no Sertão, outro importante polo turístico de Alagoas.

Investimentos

A duplicação da AL-101, no trecho entre a Garça Torta, em Maceió, e a Barra de Santo Antônio, conta com investimento total de R$ 285 milhões. Obtidos por meio uma operação de crédito do Governo do Estado junto à Corporação Andina de Fomento (CAF), os recursos já estão disponibilizados para que a obra tenha início imediato.

A duplicação dará maior fluidez ao trânsito justamente num dos trechos que registram maior lentidão para quem chega ou sai da capital, em direção ao Litoral Norte de Alagoas, segundo maior polo turístico e hoteleiro do Estado.

“A duplicação é fundamental porque cria uma grande artéria de escoamento, de idas e vindas de pessoas que vão aquecer a economia do Estado. O governador tem esse planejamento feito já há algum tempo e está colocando em prática, fazendo com que Alagoas tenha um grande diferencial de oferta de serviços e, acima de tudo, de infraestrutura”, comentou o secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico e Turismo, Marcius Beltrão.

Deputados estaduais, prefeitos da região Norte e secretários de Estado prestigiaram a solenidade de assinatura da ordem de serviço. Chefe do Executivo Municipal de Porto de Pedras, Henrique Vilela destacou a importância da duplicação da AL-101 para os moradores locais e a atividade turística do Litoral Norte de Alagoas.

“Para as pessoas que transitam ali, diariamente, vai melhorar bastante o tempo de viagem, o fluxo de veículos, porque uma das grandes dificuldades que temos hoje é a demora para se chegar a nossa região. Então essa duplicação vai facilitar bastante o acesso do turista e, também, o fluxo dos moradores locais”, considerou Vilela.