29 de julho de 2021Informação, independência e credibilidade
Maceió

Educação e Seprev lançam em Maceió projeto de prevenção à violência contra crianças

Live tem o objetivo é capacitar professores para enfrentamento à violência contra menores

O evento será lançado de forma online, hoje (15), a partir das 10h

A Secretaria Municipal de Educação (Semed) irá participar do projeto Vozes da Infância, desenvolvido na forma de cooperação com a Secretaria Estadual de Prevenção à Violência (Seprev).

O objetivo é atuar e capacitar professores a fim de enfrentar a violência contra a criança, na faixa de zero a seis anos de idade, nas escolas públicas do município.

O evento será lançado de forma online, nesta quinta-feira (15), a partir das 10h, através do canal da Semed no YouTube, com a primeira formação para professores e técnicos da educação municipal.

A secretária-adjunta de Educação, Emília Caldas, explica que a iniciativa atende a um compromisso firmado pela atual gestão municipal, de atuar contra qualquer tipo de violência.

“Essa formação é voltada para os professores e se estenderá às crianças da primeira infância. Há crianças que são abusadas e nem têm consciência de que são vítimas de abuso. Queremos que elas identifiquem e que elas saibam se proteger desde cedo”. Emília Caldas.

Como exemplo para atendimento a outros públicos, Emília avisa que, em março, já está no calendário da Semed o desenvolvimento de ações de conscientização de prevenção a violência contra a mulher.

Foram entregues pela Seprev cartilhas impressas que irão contribuir com os professores sobre as questões abordadas nas formações

A coordenadora de Centros e Núcleos da Semed, Vera Pontes, explica que o projeto será dividido em 15 semanas de atividades. “Esse momento, com os professores, é apenas o passo inicial, mas deverá envolver as equipes técnicas, pedagógicas e as próprias crianças das nossas escolas”, esclarece ela.

Vera acrescenta que foram entregues pela Seprev cartilhas impressas que irão contribuir com os professores sobre as questões abordadas nas formações.

Pedagoga da Seprev, Amanda Fernandes explica que, paralelamente às atividades com as crianças, serão realizadas outras formações com quatro temas já definidos:

  • Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), direitos e deveres;
  • Sistema de garantia de direitos;
  • Atuação da equipe multidisciplinar nos casos de violência contra a criança;
  • e Papel de intervenção os educadores, quando se observa alguma violência contra os menores.
O lançamento do projeto será feito hoje

De acordo com Amanda, as cartilhas entregues pela Secretaria Estadual à Semed tratam de questões sobre como e onde falar sobre os casos de violência; qual o caminho para formalizar uma denúncia, por exemplo, além de intervenções com as crianças, durante sete semanas, de forma lúdica, para que elas entendam o que é violência, como identificar, se defender e denunciar; como elas podem se comunicar e com quem.

Para chamar atenção das crianças, a pedagoga informa que o material não será estático. “Serão aplicadas áudio histórias e atividades para que as crianças entendam como podem ser tocadas, onde, e o que é ou não abuso”, explica Amanda Fernandes.

A última etapa do projeto será a intervenção com os pais, que será feita após o controle da pandemia, no retorno das aulas presenciais, para eles entenderem os diversos tipos de violência, como prevenir e como denunciar.

O lançamento do projeto será feito nesta quinta-feira, 15, a partir das 10h, com a Supervisora de Enfrentamento á Violência Contra a Criança da Seprev, Lissa Sarmento.