24 de janeiro de 2022Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Educação encerra ano com avanços e grandes investimentos beneficiando milhares de alunos

Programas como Cartão Escola 10, Vem que Dá Tempo, Mais Merenda e Educação para o Emprego colocaram o estado numa posição de destaque no cenário nacional

O ano de 2021 foi marcado pelo maior investimento da história em educação pública em Alagoas. Foram cerca de 1 bilhão de reais para implantação de programas como o Cartão Escola 10, Vem que Dá Tempo, Mais Merenda e Educação para o Emprego que chegaram para mudar ainda mais a realidade dos mais de 175 mil alunos matriculados na rede pública estadual de Alagoas.

As transformações promovidas pelos programas acontecem desde a merenda escolar. Em 2021, Alagoas atingiu o maior valor de merenda per capita do Brasil, graças ao programa Mais Merenda, que injetou mais de R$ 20,3 milhões na alimentação de 248 unidades escolares. Essa iniciativa triplicou a quantidade de verbas destinadas à alimentação escolar, resultando em alimentos de qualidade para os estudantes das escolas de regime parcial e integral.  Como a Escola Estadual Mário Broad, por exemplo, em Maceió, onde a estudante Thaís Ferreira estuda.

“Fico muito satisfeita quando é hora da merenda, agora ela tem mais qualidade e variedade. Temos risoto de frango, cuscuz com ovo, mungunzá, iogurte e sopa. Uma alimentação saudável assim é muito importante pra gente, pois, para muitos é a primeira e mais importante refeição do dia. Vemos essa mudança todos os dias, e ficamos felizes por ter comida boa e fresca na nossa rotina”, ressalta a estudante.

Aumento da escolaridade

Itamar Silva é aluno do EJA fundamental da Escola Estadual Maria das Graças Teixeira. Ele, assim como os quase 15 mil alunos, estão buscando terminar os estudos por meio da Educação de Jovens e Adultos (EJA). Itamar está realizando um sonho que foi adiado.

Criado em Julho de 2021, o Vem que Dá Tempo é um programa que busca acelerar a escolarização de pessoas como Itamar, e combater a taxa de analfabetismo que por muito tempo foi uma triste realidade do nosso estado. O programa tem o objetivo de dar suporte à escolarização de jovens e adultos em Alagoas, principalmente aqueles em vulnerabilidade social. Os estudantes têm direito a bolsas de estudos pela permanência, além de um bônus pela aprovação. Cada aluno do EJA pode receber até R$ 500.

“Quem faz parte da EJA só tem a agradecer essa iniciativa da Seduc, pois ela está abrindo as portas e nos incentivando a não desistir de estudar. Estou realizando meu sonho de retornar aos estudos, e espero que esses programas incentivem mais pessoas como eu a correr atrás do seus objetivos. Esse programa valoriza o EJA, e acredito que seja fundamental para que os estudantes, mesmo com idade avançada, continuem firmes nos estudos”, explica o estudante.

Preparando para o mercado

O programa Educação para o Emprego é uma continuação do Vem Que Dá Tempo, em que o trabalho vai além da formação escolar, visando também a formação para depois da conclusão dos estudos: o mercado de trabalho. Por meio dessa iniciativa, os alunos que concluírem o EJA podem passar por uma preparação de 40h que pode ser o diferencial na hora de conseguir um emprego. As aulas complementares do programa abordam assuntos como elaboração de currículo, comportamento em entrevistas e empreendedorismo.

Conquista histórica

Já o Cartão Escola 10 é um marco para os estudantes do ensino médio, com bolsas de incentivo para os estudantes que retornam às salas de aula, permanecem e concluem seus estudos. Pioneiro no Brasil, o programa foi instaurado em dezembro. Os alunos contemplados recebem até R$ 2.600 em bolsas de retorno, frequência e conclusão. Um dos contemplados é Victor Ferreira, aluno da Escola Estadual Moreira e Silva, que ficou muito feliz com a aplicação do programa e está planejando o destino do benefício.

“Estou animado e ansioso por esse valor, são tantas coisas que nós, estudantes, podemos fazer com ele, acredito que é uma ajuda muito grande, principalmente a gente que está terminando e precisa pensar no nosso futuro, num curso, na faculdade. Eu mesmo, pretendo investir em materiais para minha futura profissão, quero ser tatuador ou fazer um curso de design”, conta Victor.