2 de dezembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Blog

Educação inclusiva: A importância de aprender na escola a linguagem dos sinais

Projeto do deputado Ronaldo Medeiros o ensino bilingue de português e Libras nas escolas da rede estadual

Sempre pensei em quanto facilitaria a comunicação e a vida das pessoas surdas, se todas as pessoas dominassem a linguagem dos sinais. Imagine o que é, poder entender e ser fazer entendido num diálogo, mesmo sem conseguir ouvir nem falar!

E sempre me perguntei por que esse aprendizado não é disciplina escolar?  Não estou falando apenas da presença de um tradutor ou tradutora em sala de aula. Estou falando da inserção da Língua Brasileira de Sinais (Libras) – considerada por lei, no Brasil, como a lígua oficial dos surdos – como disciplina no currículo escolar, com metodologia específica, professores especializados e disponibilidade a todos os alunos e alunas a partir dos primeiros anos de vida escolar, assim como se ensina a língua portuguesa.

Assim, crianças, adolescentes e jovens, surdos e não surdos, poderiam dialogar facilmente entre si, dentro e fora da escola, como uma segunda língua, levando e multiplicando esse conhecimento para a vida adulta. Teríamos nas escolas a educação bilingue, e na sociedade, um processo fantástico de inclusão de pessoas surdas e mudas.

É disso que trata o projeto de lei nº 694/2021, apresentado na Assembleia Legislativa do Estado de Alagoas pelo deputado Ronaldo Medeiros (MDB). Ele propõe a implantação da educação bilíngue na rede estadual de ensino. Mas não focada no ensino de uma língua estrangeira, como é habitual, mas na prática cotidiana da Libras junto com o ensino da nossa língua-pátria, o Português.

Segundo o parlamentar, Alagoas tem mais de 140 mil pessoas surdas. Sua ideia é promover, por meio do ensino da Libras, a inclusão social e a igualdade do conhecimento científico entre pessoas surdas e não surdas, a partir do ambiente escolar.  O projeto defende a disponibilização de escolas especializadas na Língua Brasileira de Sinais e Língua Portuguesa, atendendo os critérios linguísticos, tendo início no primeiro ano da vida escolar.

E propõe que essa estrutura seja implementada dentro de escolas já existentes na rede estadual de ensino sugerindo também a criação de um centro educacional, ambos com pessoal especializado, desenvolvendo currículos, métodos, formação e programas específicos, incluindo conteúdos culturais.

Esse é o tema da nossa live, nesta quinta-feira. E o nosso convidado é o autor do projeto, deputado Ronaldo Medeiros.

A entrevista começa às 20h, no instagram @Eassimnotícias.

 

#linguabrasileiradesinais #libras #escolainclusiva #escolabilingue