20 de outubro de 2021Informação, independência e credibilidade
Política

Em live, Bolsonaro culpa distanciamento social pela crise

Especialistas defendem que o dilema entre tentar frear o avanço da covid e recuperar a economia é falso

Em sua live semanal de quintas-feiras (7), o presidente Jair Bolsonaro mentiu mais uma vez sobre as medidas de isolamento social ao longo da pandemia de covid-19 e as culpou para tentar justificar problemas econômicos enfrentados pelo Brasil e por outros países, como a inflação.

Vale lembrar, o fechamento temporário do comércio, entre outras, tiveram impacto nas economias de diversos países, mas diversos estudos científicos apontam que o isolamento não só foi importante para salvar vidas, como para conter os danos econômicos decorrentes da pandemia. Isso até a chegada das vacinas. Que funcionaram e ele demorou a comprar.

Leia mais: Pela primeira vez em 19 meses, não houve em Alagoas morte por Covid-19 em 24h

Ainda assim, Bolsonaro leu uma série de títulos de reportagens sobre crises econômicas mundo afora, associando-as à adoção das medidas restritivas por diversos países, inclusive o Brasil.

Contestando a política do “fica em casa, a economia a gente vê depois”, em nenhum momento o presidente disse que o isolamento foi importante para conter a covid e evitar mortes quando não havia vacinas, nem que estudos indicam a importância da medida para a recuperação da economia.

Especialistas, no entanto, defendem que o dilema entre tentar frear o avanço da covid e recuperar a economia é falso: se países não tivessem adotado restrições, as consequências econômicas seriam ainda piores.