25 de outubro de 2021Informação, independência e credibilidade
Cotidiano

Empreendedorismo jurídico e apoio à advocacia em início de carreira são temas do Papo Reto em São Miguel dos Campos

Candidato a presidência da Ordem defende mais apoio a classe nesse período da Covid-19

Candidatos a direção da OAB defendem um maior fortalecimento da classe/ Foto: Pei Fon

O Papo Reto pela advocacia alagoana, realizado pela pré-candidatura de Ednaldo Maiorano e Manuela Gatto à presidência da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seccional de Alagoas, debateu quarta-feira, 15, em São Miguel dos Campos, o empreendedorismo jurídico e mais apoio aos jovens advogados e advogadas.

Segundo Maiorano, há uma necessidade maior de fortalecimento da classe por causa do período de instabilidade em que vivemos, por conta, principalmente, da pandemia da covid-19.

O bate-papo entre os pré-candidatos e a advocacia da região também abordou temas como a descentralização dos serviços da OAB alagoana, auxílio técnico e teórico ao advogado em início de carreira, interiorização e aprimoramento tecnológico das subsecções do interior, violência contra a mulher e fortalecimento das comissões especiais temáticas, entre outros.

A advogada Ingrid Rodrigues contou um pouco de suas dificuldades enquanto negra recém-formada, para ingressar no mercado de trabalho. Ela acredita que a gestão de Maiorano e Manuela vá fortalecer a advocacia em início de carreira, dando mais apoio ao empreendedorismo jurídico e orientação técnica sobre o tema. “Tenho dois anos e meio como advogada. Foi muita luta no começo, por isso, sugiro e acredito que essa gestão vai garantir um maior suporte para auxiliar os jovens advogados a empreenderem melhor em suas carreiras”, detalhou.

Advogado militante há 25 anos na área trabalhista, Maiorano acredita que a aproximação entre a OAB-AL e as seccionais do interior vai impulsionar ainda mais o fortalecimento da Ordem no estado e, consequentemente, dos advogados e advogadas. “Nós vamos criar projetos para que a advocacia em início de carreira possa ter um suporte tecnológico e humano que os credencie, que os dê confiança para avançar essa entrada no mercado de trabalho”, destacou.

Manuella Gato, advogada e professora universitária, conselheira da seccional Alagoas, conhece a realidade de vários jovens advogados que foram seus alunos. Ela aponta o fortalecimento da Escola Superior da Advocacia (ESA), como uma das maneiras de suprir essa carência. “Essa é uma questão pertinente e eu vejo essa dificuldade através também dos meus alunos egressos. Acredito que o fortalecimento da Escola Superior da Advocacia, com mais cursos, seminários e congressos sobre os mais variados temas, possa dirimir essas questões e trazer mais autonomia para os recém-aprovados no exame da Ordem”, enfatizou.

Participaram também do Papo Reto, o atual presidente da OAB-AL, Nivaldo Barbosa e os pré-candidatos à presidência e vice da subseção da Ordem em São Miguel dos Campos Rogério Anacleto e Sabrina Spindola.

Segundo Nivaldo, “a retidão é uma das maiores características que credenciam Maiorano e Manuela a serem os próximos líderes da OAB alagoana”. De acordo com ele, a pandemia e as crises políticas e sociais fazem desse período da história, um dos mais difíceis para a advocacia brasileira, mas “são nesses momentos que nossas escolhas se tornam mais importantes e, por isso, escolhemos duas pessoas que trabalham incansavelmente e com transparência em defesa de uma advocacia forte”, completou.

Para Rogério Anacleto, a pré-candidatura de Maiorano e Manuela neste momento é simbólica, “pois traz, em si, os ideais da advocacia: de honestidade e humildade”. Ele acredita que uma eventual gestão dos dois vai permitir a criação de estratégias para construir uma OAB ainda mais forte, inclusive no interior do estado “Laços serão estreitados e a direção será definida com orientação e planejamento conjunto”, afirmou.

O evento foi realizado obedecendo todas as regras sanitárias de prevenção à covid-19.