20 de abril de 2021Informação, independência e credibilidade
Alagoas

Estamos em “guerra” e vacina é a arma, diz o presidente da AMA

Hugo Wanderley também mostrou a necessidade da decretação, pelo Governo Federal, de um novo estado de emergência sanitária no país

Em uma nova rodada de avaliação interna sobre o andamento da vacinação nos municípios, o governador Renan Filho garantiu aos prefeitos que o Estado vai conseguir colaborar para fortalecer as cidades e acelerar a imunização. O presidente da AMA vai apresentar um diagnóstico das necessidades porque em muitos municípios já está havendo um estrangulamento financeiro da saúde.

Mais 88.200 doses das vacinas para imunizar a população contra a Covid-19 chegaram a Alagoas no sábado (20), enviadas pelo Ministério da Saúde (MS).

Esta é a nona remessa de imunizantes encaminhadas ao Estado em quase três meses de vacinação no país. São 52.200 doses da vacina CoronaVac e mais 36.000 dos imunizantes da AstraZeneca que estarão disponibilizadas para os municípios.

Durante a reunião online , o presidente Hugo Wanderley também mostrou a necessidade da decretação, pelo Governo Federal, de um novo estado de emergência sanitária no país e disse que vem trabalhando com a CNM para que o Ministério da Saúde aporte novos recursos para essa fase difícil da pandemia.

“É importante que até domingo os municípios cheguem a 90% de vacinação das doses recebidas. Estamos em guerra e a vacina é a arma”. Hugo Wanderley.

O trabalho da maioria dos gestores foi reconhecido pelo secretário Alexandre Ayres que avalia como fundamental a estratégia de vacinar rapidamente a população. O resultado já começa a ser impactado na rede hospitalar com redução no número de internamentos e mortes da faixa prioritária já imunizada.

O presidente do Cosems, Rodrigo Buarque, que também participou do debate, mostrou a necessidade dos secretários estarem em contato direto com os prefeitos para que nada possa impedir o avanço da estratégia de vacinação nos municípios.