27 de setembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Blog

Fabrício Queiroz é tietado pelos “anticorrupção”

Queiroz, o rachadinha de Flávio Bolsonaro é tratado como herói, após ter fugido da polícia como corrupto

Queiroz, o corrupto das rachadinhas, é tratado como herói

Ele chegou à manifestação bolsonarista, no Rio de Janeiro, na manhã deste 7 de Setembro, e foi tratado como uma supercelebridade. Abraçado, aclamado, puxado para selfies.

Mas, ele é feio, então, o que Fabrício Queiroz tem que atrai tanta simpatia? Não sei. Os bolsominions são amebas intelectuais. Acredito que não sabem o sentido da palavra “coerência”.

Essa gente faz um discurso anticorrupção, mas, idolatra um corrupto confesso. Queiroz coordenava o esquema de rachadinhas de salários no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro, filho 01 do presidente da República.

Ao lado de Queiroz, no ato antidemocrático, o deputado federal Otoni de Paula. Aquele que já foi alvo de mandado de busca pela Polícia Federal, expedido pelo Supremo Tribunal Federal (STF), em investigação sobre a incitação a atos violentos e ameaçadores contra a democracia.

Na camisa de Otoni, nomes de “homens de bem”, entre eles, o de Roberto Jefferson. Preso pelo mesmo motivo que o deputado federal é investigado, Jefferson tem no “currículo” condenações por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Isso desde os tempos de PT.

Os manifestantes que foram às ruas neste 7 de Setembro defendem a blindagem desses corruptos, o desmonte do Estado e o fortalecimento de todas as mazelas do país, por meio da instalação de um governo autoritário.

Eles não aprendem. Quando a conta vier, os bolsonaristas continuarão sendo bolsonaristas, ou seja, vão arrumar alguém para por a culpa. Agora, vergonha, eles não têm.

Merecem os ídolos que lhes restaram.