20 de outubro de 2021Informação, independência e credibilidade
Blog

Filas do INSS são os primeiros resultados da reforma da previdência

O estranho é que Bolsonaro quer 7 mil militares para resolver o problema.

Nas filas, os candidatos à aposentadoria esperam até 5 horas por algum tipo de atendimento

Os primeiros resultados da Reforma da Previdência, para o trabalhador brasileiro, já começaram a ser sentidos na pele de quem procura uma agência do INSS para dar entrada no seu pedido de aposentadoria.

Um tormento. É assim que a maioria das pessoas qualifica o atendimento nas agências previdenciárias que, hoje, se apresentam desmontadas, sucateadas e sem gente para atender. Até parece de propósito.

Com isso, nas filas, o tempo de espera nunca é inferior a 5 horas para uma pessoa ser atendida, segundo os próprios servidores do INSS.

Os dados indicam que os candidatos à aposentadoria, agora, na verdade, são vítimas de uma sistema proposto pelo governo que não apenas dificulta o benefício que é direito do trabalhador, mas também lhe causa sofrimento e dor.

Há hoje cerca de 2 milhões de pessoas que esperam a concessão de benefícios do INSS. Do total 1,3 milhão está há quase 3 meses aguardando uma resposta para ser atendida por alguém da instituição.

O “remédio” encontrado pelo governo Bolsonaro foi o de contratar 7 mil militares da reserva para lidar com esse povo idoso que busca a aposentadoria.

Pode não ser absolutamente nada para uns. Mas, que há algo estranho em tudo isso, há sim.