25 de janeiro de 2021Informação, independência e credibilidade
Maceió

Fmac apresenta ações para minimizar efeitos da pandemia na Cultura em Maceió

Fundação vem adotando medidas para minimizar os impactos da pandemia do coronavírus no meio artístico e cultural

Vania Amorim, presidente da Fmac. Foto: Marco Antonio/Secom Maceió

A Prefeitura de Maceió, por meio da Fundação Municipal de Ação Cultural (Fmac), vem adotando medidas para minimizar os impactos da pandemia do coronavírus no meio artístico e cultural de Maceió.

De acordo com a diretora-presidente da Fmac, Vania Amorim, a Fundação vem realizando diálogos com o setor, cumprindo com pagamento de fornecedores, sensibilizando empresários para ajuda aos mestres da cultural popular, além de realizar videoconferências com grupos e entidades culturais, com o objetivo de buscar alternativas para o segmento.

 “O isolamento social é necessário para todos neste momento, mas provocou um grande impacto nas atividades culturais da cidade, com prejuízos incalculáveis para o setor. A situação se agravou com as medidas que impuseram a suspensão de eventos e editais previstos para este semestre, atingindo inúmeros artistas e demais trabalhadores da cultura”. Vania Amorim, diretora-presidente da Fmac.

Desde quando foi decretada situação de emergência em saúde pública em Maceió, a Fmac vem mantendo as atividades cotidianas em regime de teletrabalho.

Ações Prioritárias

Neste momento, a Fmac está empenhada em cumprir os compromissos financeiros assumidos com artistas, produtores culturais e fornecedores na execução dos mais variados projetos e eventos no decorrer dos anos de 2019 e 2020.

Além disso, foi criado o Observatório de Editais, cuja pesquisa está sendo divulgada permanentemente nas redes sociais do órgão, com informações sobre editais locais, nacionais e internacionais voltados à cultura, com a oferta de suporte técnico à elaboração de projetos para submissão a estes editais.

Outra atividade constante é a articulação com Brasília para garantir o avanço dos processos das emendas parlamentares que já estão em curso e a transferência de recursos do que já está conveniado.

Assistência emergencial

A Fmac tem procurado sensibilizar alguns empresários para que doem cestas básicas para distribuir aos mestres da cultura popular, idosos em sua maioria. Simultaneamente, o órgão vem articulando com patrocinadores a realização de um projeto de apresentações virtuais que irá beneficiar cerca de 100 artistas.

Além disso, haverá apoio para os cadastramento dos trabalhadores das artes e da cultura que deverão ser incluídos como beneficiários do Auxílio Emergencial do Governo Federal, por meio do Projeto de Lei 873/20, que já foi aprovado no Congresso Nacional e só depende agora da sanção presidencial.