29 de junho de 2022Informação, independência e credibilidade
Blog

Gazeta de Collor censura o noticiário da presença do ex-presidente Lula em Maceió

No passado, a Gazeta de Alagoas trazia o slogan: “Eu não sou nada, mas a verdade é tudo”. Já Collor faz o inverso

Collor impõe censura aos veículos de sua empresa sobre a passagem de Lula em Maceió.

O senador Fernando Collor (PTB), pré-candidato ao governo de Alagoas, censurou nos veículos da Organização Arnon de Mello (Gazeta de Alagoas) o noticiário da passagem do pré-candidato a presidente da República, Luis Inácio Lula da Silva (PT), em Maceió.

Lula e o ex-governador Geraldo Alckmin (PSB), pré-candidato a vice na chapa do petista, chegaram à capital alagoana na quinta-feira, 16, à noite, e permaneceram na cidade durante toda sexta-feira, 17.

Os dois visitantes, acompanhados de suas esposas, e de dirigentes nacionais dos seus partidos, iniciaram suas atividades em um evento realizado, às 10 horas do dia 17, reunindo representantes de diversos segmentos do meio cultural alagoano.

O evento realizado auditório do Hotel Jatiúca, com as participações de vários artistas e personalidades do meio cultural, durou mais de duas horas e, no entanto, foi completamente ignorado pelos veículos da empresa de comunicação do senador Collor.

Não se viu nem uma uma linha, nem um 1 segundo de áudio.

À tarde, uma multidão de apoiadores das pré-candidaturas de Lula e Alckmin lotaram as dependências do Centro de Convenções de Maceió, onde ambos foram recepcionados e fizeram discursos importantes sobre a conjuntura social e política do País.

Outra vez, as Gazetas de Collor ignoraram a informação de interesse público.

A censura aos meios de comunicação sempre foi uma prática explícita na ditadura militar. Até mesmo na época, a Gazeta de Alagoas, sob o comando do senador Arnon de Mello tinha como slogan uma citação de Abraham Lincoln: – Eu não sou nada, mas a verdade é tudo.

Geraldo Alckmim, governador de Alagoas, Paulo Dantas, Lula e o ex-governador Renan Filho, no Centro de Convenções em Maceió

Collor, o mais novo amigo de infância de Jair Bolsonaro, faz justamente o inverso: – Eu sou tudo, menos a verdade!

P.S: A assessoria do senador informou ao blog sobre a existência de uma nota pelada no meio da coluna “Fatos & Notícias”, publicada hoje na Gazeta, sobre o ato de Lula em Maceió.

Enfim, a cobertura collorida.