30 de outubro de 2020Informação, independência e credibilidade
Brasil

Governo Bolsonaro estuda congelar salários de aposentados por 2 anos

A proposta do ministro Paulo Guedes atinge pensionistas e desvincula reajuste do salário mínimo

Governo quer propor congelamento de salários dos aposentados por dois anos

Por sugestão do ministro da Economia, Paulo Guedes, o presidente Jair Bolsonaro estuda desvincular do reajuste do salário mínimo os benefícios previdenciários, como aposentadoria e pensões, e sejam congelados nos próximos dois anos.

A medida foi anunciada pelo secretário Especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

A ideia evitaria, por exemplo, a correção automática do piso de aposentadorias e pensões – que hoje não podem ser menores que o salário mínimo. A área econômica também apoia que os benefícios maiores fiquem congelados no mesmo período.

A economia gerada pelas novas regras seria destinada ao financiamento do Renda Brasil, programa de assistência social que o governo pretende implementar em 2021.

“A desindexação que apoiamos diretamente é a dos benefícios previdenciários para quem ganha um salário mínimo e acima de um salário mínimo, não havendo uma regra simples e direta [de correção]. O benefício hoje sendo de R$ 1.300, no ano que vem, ao invés de ser corrigido pelo INPC, ele seria mantido em R$ 1.300. Não haveria redução, haveria manutenção”, disse Waldery Rodrigues ao G1.

O tema está debate dentro do Palácio do Planalto

One Comment

  • Avatar Vera Lúcia Cota!!!

    Revoltante!!! Aumentam os salários deles e congelam os salários dos beneficiários do INSS?!!! Daqui a pouco, quem se aposentou pelo teto estará recebendo um salário mínimo!!! Não podemos aceitar uma coisa dessa!!! É preciso repor pelo menos a inflação do período!!!
    #FORAPAULOGUEDES
    #FORABOLSONARO!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.