19 de outubro de 2021Informação, independência e credibilidade
Esportes

Hebert Conceição nocauteia ucraniano na final e conquista o ouro em Tóquio

Esse foi um dos poucos nocautes registrados em Tóquio, já que eles são raros no boxe olímpico.

O ucraniano Oleksandr Khyzhniak, atual campeão europeu, até que dominou os dois primeiros rounds da final dos pesos médios contra Hebert Conceição, que estava prestes a perder, até o baiano encaixar um cruzado de esquerda e mandar o rival ao chão no terceiro round.

E por nocaute, na Arena Kokugikan, Hebert conquistou a sexta medalha de ouro do Brasil nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

É a segunda medalha do boxe brasileiro em Tóquio, mas a primeira de ouro. O peso pesado Abner Teixeira conquistou o bronze nesta sexta-feira. Ainda falta, porém, a decisão do ouro no peso leve feminino. Bia Ferreira é favorita contra a irlandesa Kellie Anne Harrington. O combate está marcado para este domingo (8), às 2h (de Brasília).

Ao comemorar, Hebert se jogou ao solo e depois dançou diante das câmeras. Foi muito festejado pelos outros atletas da seleção de boxe, que acompanhavam da arquibancada e momentos antes pareciam resignados com a medalha de prata. Jornalistas e comentaristas que acompanhavam a luta reagiram com surpresa diante do desfecho inesperado do combate.

Esse foi um dos poucos nocautes registrados em Tóquio, já que eles são raros no boxe olímpico.