29 de julho de 2021Informação, independência e credibilidade
Brasil

Irmão morre de Covid-19 e Valdemiro Santiago diz que vai se vacinar

Líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, que vendia feijão mágicos como cura, no entanto segue dizendo que não confia na vacina

Foi preciso perder o irmão para o pastor Valdemiro Santiago, líder da Igreja Mundial do Poder de Deus, afirmar que vai se vacinar. Mas nem a morte de Vanderley Santiago, morto aos 53 anos, foi o suficiente para ele mudar sua opinião.

“Não que eu confie na vacina, só confio em Deus. Até porque eu devo obediência também, não é”? Valdemiro Santiago, ao portal ACidadeON São Carlos.

Valdemiro é o mesmo que vendia feijões mágicos como cura da Covid-19. Ele chegava a cobrar até mesmo mil reais pelos mesmo. A pratica danosa do pastor chegou a ser alvo na Justiça, que chegou a obrigá-lo a dizer que os feijões não faziam nada contra a doença. Como no caso de seu irmão.

Aguardando UTI

Vanderley Santiago de Oliveira, 53, morreu de covid-19 na tarde de segunda (28), no município de São Carlos, interior de São Paulo. Ele pregava a palavra em uma igreja quando começou a sentir falta de ar e foi levado ao Centro de Atendimento e Triagem de Síndrome Gripal, instalado no Ginásio Milton Olaio Filho.

Leia mais: Governo Bolsonaro abraça a Idade Média ao falar em “cristãos dispostos a morrer”

Ao chegar no local, conhecido como “covidário”, o quadro clínico de Vanderley começou a piorar rapidamente e ele precisou utilizar uma máscara facial, para prevenir uma intubação. De lá, foi levado para a UPA Santa Felícia, voltada apenas para o atendimento de pacientes infectados com o novo coronavírus.

Na unidade de saúde, Vanderley ficou em um leito de estabilização enquanto aguardava a transferência para um leito de UTI, quando sofreu uma parada cardiorrespiratória e morreu. Vanderley havia tomado apenas a primeira dose da vacina contra a covid-19 no dia 16 de junho.

Dívidas

Enrolado com dívidas de aluguel, que fizeram a Justiça tomar a decisão de penhorar alguns bens, a igreja de Valdemiro é a segunda entidade religiosa que mais deve à Receita. Fundada por Valdemiro Santiago, outro ex-pastor da Igreja Universal.

A Mundial deve mais de R$ 83 milhões à Receita. Desse total, R$ 5,7 milhões são apenas de contribuições não pagas de FGTS pela organização. Os dados são de 2019.

Fundada em 1998 por Valdemiro, um ex-bispo da igreja Universal do Reino de Deus, a Igreja Mundial do Poder de Deus, teria mais de 6.000 templos em 27 países. Seu líder, aliado do presidente Jair Bolsonaro, inclusive, já disse que a comercialização das sementes é uma forma de compensar o prejuízo que as medidas de distanciamento para combater o novo coronavírus causaram à igreja.