23 de setembro de 2021Informação, independência e credibilidade
Blog

Kim Kataguiri desmascara os vilões da alta dos combustíveis

O deputado federal Kim Kataguri (DEM/SP) já sabe quem são os culpados pela alta dos preços dos combustíveis. Os frentistas!

Isso mesmo, o jovem que se projetou no Movimento Brasil Livre (MBL), hoje um cabide de bolsonaristas arrependidos, apresentou projeto para que os postos possam adotar, no Brasil, as bombas de autoatendimento. Aquelas que vimos nos filmes e séries estadunidenses.

“Também conhecida como posto de gasolina ‘self-service’, a bomba de autoatendimento tem potencial para ajudar a diminuir os custos de combustíveis no Brasil”, alega Kim, que se defende da constatação óbvia de que a medida geraria desemprego.

“As bombas de autoatendimento não geram desemprego. Elas vão baixar o preço da gasolina e aquecer a economia, criando mais empregos em ramos diferentes. Além disso, a bomba ‘self-service’ vai gerar trabalhos novos, com melhores condições e com salários maiores”, argumenta.

Alguém caiu nessa? É sempre a mesma coisa. Os neoliberais colocam a conta nas costas dos pobres e vêm com um papo bonito de que as medidas vão gerar mais empregos ou serviços melhores e mais baratos.

Lembram da cobrança para o despacho de bagagem? Barateou em quanto as passagens aéreas? Estão extinguindo a profissão de cobrador de ônibus também. Você, usuário do sistema de transporte urbano, notou alguma melhoria?

Na realidade, essa gente apenas enxerga a coisa pelo lado do poder econômico. A força de trabalho que se vire. O projeto do deputado apenas deve diminuir o custo e, com isso, aumentar os lucros dos donos de postos. Nós, consumidores, continuaremos ouvindo um “até amanhã” dos frentistas remanescentes após abastecermos R$ 50.

Os empregos que devem surgir com essa proposta de Kataguiri, inicialmente, devem ser na área educacional: veremos uma explosão de cursinhos onde serão ensinadas as artes de abastecer um veículo e de calibrar um pneu.